Actualidade
ORÇAMENTO DE ESTADO 2013

Vamos escrever aos deputados

23 de outubro, 2012

O Orçamento de Estado para 2013 está em debate na Assembleia da República, onde a actual ou outra versão será aprovada. A ser aprovada a proposta apresentada pelo Governo, poderemos estar perante um descalabro social, sendo difícil afirmar o que será o nosso país e como estarão os portugueses quando 2013 chegar ao final.

28/09/2012

FENPROF reúne com Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos

28 de setembro, 2012

FENPROF manifesta em reunião com o CCISP grande preocupação com a situação do Ensino Superior e reitera a necessidade do cumprimento do disposto no Estatuto de Carreira.

Além das questões relacionadas com os orçamentoscdas intituições, a FENPROF entregou um memorando sobre a resolução alternativa de conflitos, com o qual pretende propor a abertura de uma linha de trabalho conjunta, tendo em vista a criação de um tribunal arbitral, de âmbito nacional, para resolução de litígios emergentes, das relações de trabalho dos docentes do ensino superior.

17/09/2012

FENPROF reúne com o Conselho de Reitores

25 de setembro, 2012

A FENPROF reuniu a seu pedido, na passada 2ª feira, dia 17/9, com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, com o objectivo de avaliar a situação decorrente dos cortes previstos para o OE 2013. Entre outras, foram apresentadas preocupações e propostas relativamente regime transitório, como o problema dos docentes que, ao abrigo do regime transitório, estão a ser contratados, após a obtenção do doutoramento, como professores de carreira, mas mantendo o vencimento anterior. A FENPROF reafirmou a sua determinação em defender as carreiras docentes, tanto a universitária com a politécnica, tendo também apontado a necessidade, perante o número elevado de aposentações que se têm verificado, da realização de concursos para as categorias acima da categoria de acesso, mas também para esta última, como forma de assegurar a indispensável renovação dos corpos docentes.

Estudo A3ES

O sistema de Ensino Superior em Portugal

12 de junho, 2012

Estudantes manifestaram-se frente à reitoria da Univ. Porto (22.maio.2012)

FENPROF saúda estudantes em luta

25 de maio, 2012

 

Pedro Oliveira, membro do Departamento de Ensino Superior e Investigação da FENPROF, entregou pessoalmente esta mensagem de apoio aos estudantes reunidos frente à reitoria da Universidade do Porto.

Pedro Oliveira

Dia 23 de Maio, às 15 Horas, junto ao MEC

Tribuna Pública

16 de maio, 2012

Como divulgado na semana passada, a FENPROF promove no dia 23 de Maio, pelas 15 horas, uma Tribuna Pública sob o lema: “Apostar no Ensino Superior e na Ciência; Defender a dignidade das Carreiras”, junto às instalações do Ministério da Educação e Ciência no Palácio das Laranjeiras, em Sete-Rios, Lisboa

Reunião com a Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura

FENPROF leva problemas do Ensino Superior à Assembleia da República

16 de maio, 2012

Uma delegação da FENPROF, que incluiu o Secretário Geral, Mário Nogueira, reuniu no dia 15 de maio, com a Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura.Foram entregues aos deputados  documentos com propostas sobre problemas que estão a afectar os docentes do ensino superior e os investigadores científicos.

Tribuna Pública

FENPROF explora todas as vias na procura de soluções para problemas profissionais que afectam muitos docentes e investigadores do ensino superior

Em causa violações à lei e ao princípio constitucional de salário igual para trabalho igual no Ensino Superior

FENPROF pede audiências

27 de abril, 2012

A FENPROF solicitou, no dia 26 de abril, audiências ao Provedor de Justiça e à Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura da Assembleia da República, para apresentar cinco problemas que estão a afetar a situação profissional de muitos docentes do ensino superior, a criar situações de desigualdade e a violar a lei:

Subsídio de Desemprego

03 de fevereiro, 2010

Ponto da situação

Aposentação

03 de fevereiro, 2010

Reportagem do debate realizado pela FENPROF no salão nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa (16/09/2009)

Partidos políticos analisam e comentam situação no Ensino Superior

17 de setembro, 2009

Todos os partidos com assento parlamentar estiveram representados no debate público que a FENPROF realizou na tarde de 16 de Setembro, no salão nobre na da Reitoria da Universidade de Lisboa. Subordinada ao tema "Legislativas'09: os partidos e o ensino superior", a iniciativa lançou o desafio para uma reflexão em torno de matérias centrais como o novo Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior (RJIES); os novos Estatutos de Carreira; a redução, ano após ano, dos orçamentos de Universidades e Politécnicos; e a falta de regularidade e de transparência no financiamento das unidades e actividades de investigação, reflectidas na ausência, durante três anos, de concursos a projectos de investigação em todos os domínios científicos. Participaram Carlos Bravo Nico (PS); Pedro Lynce (PSD); Miguel Tiago (PCP); João Maria Condeixa (CDS/PP); Miguel Reis (BE); e Francisco Madeira Lopes (PEV), que abordaram aquelas (e outras) matérias numa primeira ronda de intervenções e depois nas respostas às perguntas colocadas pela assistência. Todos os presentes sublinharam a oportunidade desta iniciativa do Departamento de Ensino Superior e Investigação da Federação Nacional dos Professores./ JPO

FENPROF promove debate público:16 de Setembro (quarta-feira), 16h00, salão nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa

"Legislativas'09: os partidos e o ensino superior"

14 de setembro, 2009

CARREIRAS DO ENSINO SUPERIOR

Grupos Parlamentares disponíveis para rever regime transitório

17 de julho, 2009

APRECIAÇÃO FINAL GLOBAL DA FENPROF

Posição da FENPROF sobre o processo negocial de revisão das carreiras docentes do Ensino Superior

21 de junho, 2009

Terminou ontem (20/06/2009) a negociação suplementar que a FENPROF requerera sobre o processo de revisão dos estatutos das carreiras docentes do ensino superior.

A confirmação dos resultados dessa negociação suplementar chegou hoje (21/06) à FENPROF em comunicação do Gabinete do Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, remetendo as versões finais dos projectos de revisão dos estatutos das carreiras docentes do ensino superior.

A FENPROF encontra-se, assim, em condições de tornar pública a declaração que será apensa à acta final destas negociações.

Conferência de imprensa (13 de Maio, Lisboa)

Politécnico: FENPROF exige formas de vinculação estável

28 de maio, 2009

Transição justa, vínculo estável - reivindicação central

Reunião Nacional de Docentes do Politécnico

28 de maio, 2009

 

 Moção aprovada na Reunião Nacional de Lisboa (foto), promovida pela FENPROF, em 22 de Maio, sublinha a necessidade de pôr termo à situação, iníqua e ilegal, à luz do Regime de Contrato de Trabalho em Funções Públicas, da existência de cerca de 4000 docentes com contratos precários, que se encontram a exercer funções correspondentes a necessidades permanentes das Instituições Públicas do Ensino Superior Politécnico, em regime de tempo integral ou em dedicação exclusiva.

A questão essencial é a da estabilidade de emprego!

Última Hora: Governo aprova projectos de decreto-lei de revisão de carreiras

02 de abril, 2009

Federação preocupada quanto a limitações aos direitos adquiridos e quanto a restrições à atribuição de contratos por tempo indeterminado

Ministro anuncia à FENPROF a apresentação de novos articulados das carreiras até dia 30 de Março, para negociação

18 de fevereiro, 2009

Na reunião com a FENPROF(20/02/009), o Ministro Mariano Gago não apresentou nenhum documento com propostas sobre a revisão das carreiras, tendo-se limitado a proceder a mais uma auscultação sobre soluções que estavam a ser ponderadas pelo Ministério, desta vez mais pormenorizadas, e que afirmou terem obtido a concordância geral do CRUP e do CCISP.

Nota de imprensa da Direcção do SPRC

13º mês em perigo na ESE de Coimbra

22 de janeiro, 2009

FENPROF EXIGE CLARIFICAÇÃO IMEDIATA DO MINISTRO MARIANO GAGO

19 de dezembro, 2008

Não se pode permitir que a transição de vínculos e a avaliação de desempenho se façam sem ter em conta a especificidade das carreiras