FENPROF nas notícias
Opinião - Mário Nogueira
10 de maio, 2024

O Secretário-geral da FENPROF aborda a recente discussão sobre a chamada “família natural” e pergunta: «O que será mais ideológico: a abordagem de temas que estão presentes na sociedade ou uma escola assética que só ensina a ler, escrever, contar, falar inglês e preencher plataformas digitais?».


SPRA
18 de abril, 2024

Para comemorar os 50 anos do 25 de Abril, o Sindicato dos Professores da Região Açores e a União de Resistentes Antifascistas Portugueses, realizaram sessões em várias escolas da ilha Terceira onde José Pedro Soares, que esteve preso na ditadura, partilhou as suas memórias com os alunos.


Comentário na RTP 3
10 de abril, 2024

Para Mário Nogueira, 5 anos para a recuperação total do tempo de serviço dos professores, a um ritmo de 20% ao ano, é um exagero, até porque vai para além do período de vigência desta legislatura. Lembrando que, a cada ano que passa, muitos milhares de professores já não conseguem recuperar todo o tempo perdido, a FENPROF apela à rápida resolução do problema e propõe a recuperação de 33% ao ano.


Mário Nogueira na CNN
08 de abril, 2024

No início do terceiro período do ano letivo, o Secretário-geral da FENPROF disse, na CNN, que a falta de professores é um problema crescente, que resulta de uma quebra na atratividade da profissão docente, que leva, por um lado, milhares de professores a abandonarem a docência e, por outro, os jovens estudantes a não considerarem a profissão docente nas suas perspetivas de futuro.

Esta é uma questão que não se resolve com a recuperação do tempo de serviço, mas com a criação de condições para a valorização da profissão docente e que constarão da proposta de protocolo negocial que a FENPROF vai apresentar à nova equipa ministerial na primeira reunião com o MECI.


Comentário do Secretário-geral da FENPROF
08 de abril, 2024

O Secretário-geral da FENPROF esteve, este domingo, na SIC Notícias para comentar o anúncio do Ministro da Educação de que irá enviar o calendário negocial aos sindicatos no decorrer desta semana. Mário Nogueira explicitou alguns dos detalhes do protocolo negocial que a FENPROF irá apresentar ao novo governo.


Nomeação dos Secretários de Estado
05 de abril, 2024

Instado pela RTP a comentar os nomes dos secretários de Estado do novo ministério da Educação, Ciência e Inovação, o Secretário-geral da FENPROF começou por constatar que a Educação não irá ter um Ministério, mas uma Secretaria de Estado, com uma equipa de matriz liberal, que não tem a escola pública como prioridade e que, por isso, não deverá trazer as soluções necessárias para a resolução dos problemas.


Análise ao novo governo
01 de abril, 2024

O Secretário-geral adjunto da FENPROF Francisco Gonçalves participou, no sábado, num debate na CNN Portugal que reuniu representantes de outras estruturas sindicais, como os médicos e as forças de segurança. Francisco Gonçalves reforçou que os problemas da Educação não se esgotam na recuperação do tempo de serviço e que só uma resposta integrada, com um reforço do investimento, na Educação poderá resolver os problemas da Escola Pública.


análise ao novo governo
01 de abril, 2024

O Secretário-geral adjunto da FENPROF José Feliciano Costa esteve na SIC Notícias para um debate sobre o novo governo e o novo ministro da Educação, onde salientou a importância de reforçar o financiamento da Educação, do Ensino Superior e da Ciência e Investigação para resolver os muitos problemas que afetam a Escola Pública.


Mário Nogueira na SIC Notícias
01 de abril, 2024

À SIC Notícias, o Secretário-geral da FENPROF reafirmou a expectativa da FENPROF em conhecer os nomes dos Secretários de Estado, visto que, com a fusão do ministério da Educação com o ministério da Ciência e Ensino Superior, estes assumirão maior protagonismo. Para Mário Nogueira, será aos secretários de Estado que caberá a responsabilidade de resolver os problemas que afetam a Escola Pública e que, sublinhou, não se resumem à recuperação do tempo de serviço. 


Mário Nogueira na RTP
28 de março, 2024

Numa primeira reação aos nomes que irão compor o novo executivo governamental, o Secretário-geral da FENPROF revelou, na RTP3, que o facto de Luís Montenegro ter optado por fundir os anteriores dois ministérios (Educação e Ciência e Ensino Superior) em apenas um faz aumentar a expectativa relativamente aos nomes dos secretários de Estado.

O Secretário-geral da FENPROF manifestou, ainda, alguma preocupação com o facto de ter sido escolhido um especialista em Economia e Gestão para uma dirigir uma área onde o reforço do investimento é fundamental para a defesa e a promoção da Escola Pública, desde a Educação Pré-escolar ao Ensino Superior e Ciência.


FENPROF nas notícias
05 de março, 2024

O Secretário-geral da FENPROF abriu esta terça-feira a emissão do Fórum TSF dedicada à análise da presença dos temas sobre Educação na campanha eleitoral. A emissão teve por base duas notícias do dia: uma relativa aos 42 mil alunos sem professor a pelo menos uma disciplina e outra sobre um estudo que dá conta que 70% dos alunos da Universidade de Coimbra ponderam emigrar.


Estado da Educação 2022
27 de fevereiro, 2024

Os dados que o Relatório sobre o Estado da Educação 2022 apresenta confirmam que Portugal, embora seja um dos estados subscritores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), aprovados por unanimidade na ONU, no âmbito da Agenda 2030, e apesar de ter considerado a Educação de qualidade como prioridade, está longe de confirmar, de facto, tais desígnios. 

Já esta manhã, o Secretário-geral da FENPROF esteve na RTP a comentar os resultados do estudo divulgado pelo Conselho Nacional da Educação.


Revista Visão - 15 de fevereiro
15 de fevereiro, 2024

Este é o alerta deixado pelo Secretário-geral da FENPROF aos professores numa entrevista publicada na edição desta semana da revista Visão. Mário Nogueira explica que os professores vão estar na rua, todos os dias úteis da campanha eleitoral, para não deixar cair no esquecimento as justas reivindicações dos docentes, que não se esgotam na recuperação do tempo de serviço congelado.

Leia aqui o artigo do jornalista Nuno Miguel Ropio na revista Visão.


SIC Notícias, 13 de fevereiro de 2024
14 de fevereiro, 2024

O secretário geral da FENPROF foi um dos intervenientes na reportagem da SIC sobre os desafios que se colocam no setor da Educação, em tempo de eleições legislativas. 


Mário Nogueira à Central Press
14 de fevereiro, 2024

Em entrevista à Central Press, Mário Nogueira defendeu que "recuperar os professores que abandonaram" o ensino vai fazer face ao elevado número de aposentações. O Secretário-geral da FENPROF reiterou que "formar um professor não demora um ano, nem meia dúzia de meses, demora cinco anos e, portanto, de imediato a primeira resposta passaria por recuperar quem abandonou [a profissão], atrair quem já existe e tem formação pedagógica".

Leia aqui o artigo com a entrevista.


Ordem do Dia - Porto Canal
08 de fevereiro, 2024

O programa de debate diário do Porto Canal, "Ordem do Dia", foi dedicado esta quarta-feira ao estudo sobre o absentismo dos professores. O Secretário-geral adjunto da FENPROF, Francisco Gonçalves, participou no debate moderado por Pedro Carvalho da Silva e que contou, ainda, com a intervenção de Duarte Araújo, membro da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP).

Reveja aqui o programa.


Mário Nogueira no Público
12 de dezembro, 2023

A opinião do Secretário-geral da FENPROF na edição desta terça-feira no jornal Público: «Limitar o papel da escola ao domínio do conhecimento, avaliá-la pelo resultado médio dos seus alunos em exames e interpretá-lo sem o contextualizar… é fraude». 


FENPROF nas notícias
22 de setembro, 2023

O Secretário-geral da FENPROF abriu o Fórum da TSF de dia 21 de setembro, sobre a abertura do ano letivo. No dia em que ficou a saber-se que 62% dos portugueses compreendem e apoiam a luta dos professores e educadores, Mário Nogueira teceu fortes críticas à ação do governo e do Ministério da Educação.


Respeito!
21 de setembro, 2023

João Costa visitou esta quinta-feira, após a reunião do Conselho de Ministros, o Centro Escolar de Marrazes, um estabelecimento que está por concluir desde 2017, que foi adiado mais uma vez e que tinha um custo inicial de cerca de 5 milhões de euros, mas já teve uma derrapagem financeira de 50%.

À porta, a FENPROF associou-se a um grupo de professores em protesto por soluções para os problemas que continuam a afetar as escolas neste início de ano letivo e que passam, necessariamente pela valorização da profissão docente.


Opinião de Mário Nogueira - Jornal Público
15 de setembro, 2023

Em artigo publicado esta sexta-feira no jornal Público, o Secretário-geral da FENPROF comenta a entrevista do ministro da Educação à RTP no passado dia 12, dia do início do ano letivo 2023/24.

Para Mário Nogueira, "a entrevista a que o país assistiu [...] confirmou que no Ministério da Educação não há propostas nem vontade política para resolver os problemas das escolas, dos alunos e dos professores. Tal só acontecerá se toda a comunidade educativa lutar pelo futuro".

Leia aqui o artigo completo.


Entrevista Mário Nogueira - ECO
12 de setembro, 2023

Em entrevista ao jornal Eco - Economia Online, no dia em que se inicia o ano letivo, o Secretário-geral da FENPROF garante que a luta pela valorização da profissão docente vai continuar em 2023/24.

Mário Nogueira considera que a recuperação do tempo de serviço congelado seria um contributo importante para devolver a tranquilidade às escolas. A falta de professores, o envelhecimento do corpo docente, as ilegalidades nas condições de trabalho e a necessidade de criar atratividade para a profissão continuam entre as principais preocupações da FENPROF neste início de ano letivo.

Leia aqui a entrevista completa.


Entrevista CNN
07 de julho, 2023

O Secretário Geral da FENPROF, em declarações à CNN responde às afirmações de Medina e Costa, que vieram recusar qualquer solução para o conflito que passe por contar integralmente o tempo de serviço, mesmo que de forma faseada.


Grande Reportagem SIC - 12 setembro 2022
13 de setembro, 2022

No Jornal da Noite de 12 de setembro de 2022, a SIC emitiu a Grande Reportagem "Quem quer ser professor?", da autoria da jornalista Amélia Moura Ramos. Uma reportagem que retrata o quotidiano de muitos professores em Portugal numa tentativa de encontrar respostas para os motivos da falta de docentes nas escolas.


Greve dos Professores
21 de outubro, 2021

O Secretário-geral da FENPROF esteve ontem na TVI a explicar os motivos que levam os professores e educadores a recorrer à greve no próximo dia 5 de novembro, dia em que o ministro da Educação irá estar no parlamento a discutir a proposta de OE para 2022.