NEGOCIAÇÃO SUPLEMENTAR SOBRE A RECUPERAÇÃO DO TEMPO DE SERVIÇO
29 de maio, 2024

Lisboa, Ministério da Educação – 6-6-24 (quinta-feira), a partir das 8:30 horas

Em 6-6-23, professores e educadores fizeram uma grande greve e duas manifestações (Lisboa e Porto) pela recuperação dos 6A 6M 23D. Um ano depois exige-se que o tempo seja todo recuperado por todos e sem novas perdas. Enquanto decorre a negociação suplementar, os professores reclamam os seus direitos e contestam tratamento desigual.


Recuperação do tempo de serviço
27 de maio, 2024

A FENPROF não desiste de melhorar o mecanismo de recuperação que lhe foi apresentado e estará na primeira linha do esclarecimento, do apoio, da ação para melhorar o mecanismo de recuperação, da luta por um tratamento igual para todos os professores/as e educadores/as.

» 10 pontos sobre o não a este acordo!

MTSSS
27 de maio, 2024

A FENPROF concentrou-se esta segunda-feira, 27 de maio, em frente ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para pressionar o governo a resolver o problema da reinscrição dos docentes na Caixa Geral de Aposentações. O gabinete do Secretário de Estado da Segurança Social compromete-se a dar prioridade à questão e a marcar uma reunião para breve, com vista à resolução do problema.

A concentração também foi notícia no Primeiro Jornal da SIC. Veja aqui a reportagem.

Recuperação do tempo de serviço congelado
24 de maio, 2024

A FENPROF enviou esta sexta-feira ao Ministério da Ciência, Educação e Inovação o pedido de negociação suplementar do processo de recuperação do tempo de serviço congelado dos professores e educadores.

Juntamente com este pedido, a FENPROF enviou, também, uma proposta que visa, neste âmbito, encontrar um patamar de consenso que viabilize um acordo negocial.

» Proposta da FENPROF visando a celebração de um acordo com MECI 


Professores/as e Educadores/as decidiram

FENPROF irá requerer negociação suplementar e convocar docentes excluídos para protesto no dia da reunião

23 de maio, 2024

Mais de mil e trezentos docentes participaram no Plenário Nacional promovido ontem, 22 de maio, pela FENPROF. 

Em votação, foi aprovado o pedido de negociação suplementar do diploma sobre recuperação do tempo de serviço aos professores, o que se concretizará na sexta-feira, dia 24. Foi, também, aprovada a realização de uma concentração de docentes excluídos ou só parcialmente considerados pelo texto apresentado pela Ministério em 21 de maio e que não mereceu o acordo da FENPROF. Esta concentração terá lugar no dia em que se realizar a primeira reunião do processo de negociação suplementar e decorrerá sob o lema "Também somos Professores e perdemos tempo de serviço!". 


Assista à gravação

Plenário sobre a reunião de 21 de maio e os motivos que levaram a FENPROF a não ratificar o acordo do MECI

23 de maio, 2024

Plenário realizado online. Intervenção do Secretário-Geral da FENPROF antes de aberto o período de debate.


Recuperação do tempo de serviço

FENPROF não assina acordos que deixam professores de fora

21 de maio, 2024

O Secretário-geral da FENPROF repudiou veemente as "inadmissíveis" declarações do ministro, que "desrespeitam os mais de 50 mil professores sindicalizados na FENPROF e que confiam na FENPROF, a organização sindical mais representativa dos professores em Portugal".

Mário Nogueira reconheceu os pontos positivos do documento, que permite a muitos docentes recuperarem a totalidade do tempo de serviço congelado, mas lembrou que tal se deve à enorme luta dos professores, em que a FENPROF esteve envolvida desde a primeira hora. Sublinhou, no entanto, que essa luta é fruto do empenho e do envolvimento de todos os professores e educadores e, por isso, a FENPROF não poderia assinar um acordo que impede mais de 25 mil professores de recuperarem parte ou a totalidade do tempo de serviço congelado.


Aos/às Reitores/as e aos/às Presidentes dos Politécnicos
13 de maio, 2024

O Secretariado Nacional e do Departamento do Ensino Superior e Investigação da FENPROF enviaram uma Carta Aberta aos/às Reitores/as das Universidades e Presidentes dos Institutos Politécnicos de Portugal, sobre a situação humanitária catastrófica que se vive atualmente na Faixa de Gaza. Esta Carta Aberta foi, também, ratificada pelo Conselho Nacional da FENPROF, que reuniu em Lisboa nos dias 10 e 11 de maio de 2024.


Opinião - Mário Nogueira
10 de maio, 2024

O Secretário-geral da FENPROF aborda a recente discussão sobre a chamada “família natural” e pergunta: «O que será mais ideológico: a abordagem de temas que estão presentes na sociedade ou uma escola assética que só ensina a ler, escrever, contar, falar inglês e preencher plataformas digitais?».


Racismo e Xenofobia
05 de maio, 2024

Os crimes praticados no Porto contra imigrantes merecem o mais veemente repúdio e a condenação por parte da FENPROF. Eles confirmam que, contrariamente ao que afirma a extrema-direita, em Portugal existe racismo, xenofobia e intolerância perante a diferença, sendo essa extrema-direita a principal promotora daqueles sentimentos antidemocráticos que, como aconteceu agora, muitas vezes se expressam em atos criminosos que deverão ser exemplarmente punidos pela Justiça.


Doc FENPROF - 41 anos
30 de abril, 2024

Assinalando 41 anos de existência e 50 anos do 25 de Abril, a FENPROF divulga plataforma digital de acesso ao seu Centro de Documentação.

Renova-se e simplifica-se, desta forma, o acesso a vasta informação sobre Educação, Sindicalismo e, também, sobre a resistência e luta dos professores antes do 25 de Abril de 1974.

https://cd.fenprof.pt


Paz
18 de abril, 2024

O texto publicado pela Embaixada da Palestina em Espanha revela a destruição completa de um sistema educativo e divulga os dados mais recentes, que revelam que "desde 7 de outubro até hoje, 100 escolas e universidades foram completamente destruídas, 305 escolas e universidades foram parcialmente destruídas e 246 funcionários do sector da educação (professores e pessoal administrativo) foram mortos".

Foto: Rabie Noquiera


Valor estimado a partir dos horários declarados para a Contratação de Escola, na semana de 20 a 24 de maio de 2024

Recuperação do tempo de serviço dos professores e educadores

Todos os documentos da negociação com o MECI disponíveis para consulta. Última atualização a 14 de maio de 2024.

Reveja aqui o debate!

A FENPROF promoveu um debate online com o tema "Alunos estrangeiros nas escolas portuguesas: garantir a inclusão", que contou com a participação de Luís D'Amaral, professor do 1.º CEB no AE Nuno Gonçalves, em Lisboa; Filomena Mourinho, professora dos 2.º e 3.º CEB no AE n.º 1 de Serpa, e Adriana Guerreiro, Diretora do AE Gil Vicente, em Lisboa.

Simulador de progressão na carreira

Faz as contas e confirma qual o valor que todos os meses é retirado do teu salário por não ter sido recuperado todo o tempo de serviço que cumpriste.

logocfss.jpg


sindicaliza.jpg