Greve ao sobretrabalho

Pré-avisos de greve ao sobretrabalho entregues no 1.º período do ano letivo 2022/2023

17 de outubro, 2022

Os pré-avisos diários de greve ao sobretrabalho destinam-se a garantir que o número de horas letivas e não letivas a que o docente está obrigado seja efetivamente respeitado e que o horário semanal dos docentes seja, de facto, de 35 horas e não mais.

Consulte aqui os pré-avisos de greve ao sobretrabalho entregues pela FENPROF relativamente ao 1.º período do ano letivo 2022/2023 e confirme quais as atividades que estão abrangidas por estes pré-avisos.


Greve às horas extraordinárias

Pré-avisos de greve às horas extraordinárias - 1.º período 2022/23

17 de outubro, 2022

Com o objetivo de combater a medida apontada pelo ME para enfrentar o problema da falta de professores, com o objetivo de proteger o equilíbrio e a saúde dos docentes e, também, com o objetivo de contribuir para a adoção de medidas que combatam efetivamente a falta de professores, a FENPROF, em representação do conjunto de sindicatos que a integram, apresenta este pré-aviso de greve, que incide sobre todas as horas de serviço considerado extraordinário e obrigatoriamente inscrito no horário semanal atribuído aos docentes.

Consulte aqui os pré-avisos entregues pela FENPROF relativamente ao 1.º período do ano letivo 2022/2023.


Greve ao sobretrabalho

FENPROF entrega os primeiros pré-avisos de greve ao sobretrabalho e ao serviço extraordinário

10 de outubro, 2022
Perante a indisponibilidade do ME para corrigir os horários de trabalho, as greves iniciar-se-ão em 24 de outubro, podendo prolongar-se até final do ano letivo

Estas greves não porão em causa a atividade normal dos docentes, incidindo sobre atividade que ultrapasse os limites legais estabelecidos, designadamente reuniões, ou serviço extraordinário, cabendo a cada professor decidir quando aderir a uma greve que terá pré-avisos diários.


Perguntas Frequentes

Esclarecimentos sobre a Greve ao Sobretrabalho

13 de novembro, 2020

Face à permanente indisponibilidade do Ministério da Educação para corrigir os abusos e ilegalidades praticados e aos múltiplos contactos de professores nesse sentido, a FENPROF decidiu convocar, de novo, greve ao sobretrabalho, que foi interrompida no final do anterior ano letivo, estando já a formalizar a entrega dos indispensáveis pré-avisos ao Ministério da Educação. Esta greve incide sobre toda a atividade docente, letiva ou não letiva, que ultrapasse as respetivas componentes previstas no horário do docente e, portanto, as 35 horas semanais.

Com o objetivo de clarificar os termos em que professores e educadores deverão participar nesta greve, a FENPROF divulga os seguintes esclarecimentos (Perguntas Frequentes).