Actividade Sindical
XXIII Governo

FENPROF e SPE reúnem com Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

02 de junho, 2022

A FENPROF e o Sindicato dos Professores no Estrangeiro (SPE) reuniram esta quinta-feira, dia 2 de junho, com o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas (SECP) no quadro da retoma do relacionamento institucional.

Protocolo FENPROF/FNAC

04 de janeiro, 2021

Colega, já te podes dirigir a um balcão da FNAC e, mediante a apresentação do teu cartão de sócio de Sindicato da FENPROF, pedir o teu cartão FNAC

SEM ANUIDADE e muito mais… [mais informações]

13 de março

Greve dos Professores e da Administração Pública

24 de fevereiro, 2015

Há muitas razões para os trabalhadores da Administração Central fazerem greve no próximo dia 13 de março. Os cortes nos direitos não podem continuar!

PROFESSORES EM GREVE 
POR POLÍTICAS QUE DEFENDAM A ESCOLA PÚBLICA E A PROFISSÃO

Luxemburgo

Assembleia Geral do Sindicato dos Professores no Estrangeiro

25 de janeiro, 2015

Eleitos os corpos gerentes para o triénio 2015/2018

O Sindicato dos Professores no Estrangeiro (SPE) reuniu no passado fim de semana nas instalações da Central sindical OGB-L, na cidade do Luxemburgo.Foram analisados os aspetos mais em evidência  nos diversos países onde estes professores trabalham e que tiveram a oportunidade de comunicar todos os problemas vividos. Foram também debatidas as relações com as diferentes Coordenações, o papel desempenhado pelos DAP, em especial na Alemanha. No tocante ao relacionamento com as entidades tutelares, CICL e SECP,  os sócios tiveram oportunidade de escutar as diversas situações em que o SPE se tem envolvido com a tutela na luta pela defesa dos direitos dos docentes.

Imagens da iniciativa

Sindicato reivindica "respostas urgentes"

SPE/FENPROF reuniu com o Camões, Instituto da Cooperação e da Língua e com o Secretário de Estado das Comunidades.

26 de dezembro, 2014

Numa ronda de auscultação das principais medidas, em perspetiva de implementação para o próximo ano letivo, o SPE/FENPROF reuniu no passado dia 22 de dezembro, com responsáveis do CICL e com o Secretario de Estado das Comunidades. Foram reuniões, onde o sindicato teve oportunidade de expor diversas situações para as quais reivindica respostas urgentes e que se prendem com problemas detetados no funcionamento dos cursos do EPE em países como a Alemanha, Luxemburgo, Suíça e Reino Unido.

Boas Festas!

23 de dezembro, 2014

Os votos sinceros do SPE para todos os professores
do Ensino Português no Estrangeiro 

FENPROF e SPE entregam na Secretaria de Estado das Comunidades

Primeira proposta de revisão do regime jurídico do Ensino Português no Estrangeiro

06 de outubro, 2014

No passado dia 3 de outubro foi entregue um documento com a primeira proposta de revisão do Decreto-Lei n.º234/2012 de 30 de outubro, com vista ao lançamento da revisão do regime jurídico.Entre as várias propostas de alteração ao diploma constam medidas que são de especial relevância e importância na medida em que procuram garantir a estabilidade dos docentes a trabalhar no EPE bem como proporcionar uma melhor e mais efetiva identidade dos docentes com a comunidade e especialmente a manutenção de empatias criadas ao longo dos anos de trabalho. Aguarda-se agora uma tomada de posição do governante.

Primeira proposta de revisão do Decreto-Lei n.º234/2012 de 30 de outubro, com vista ao lançamento da revisão do regime jurídico

"Um país sem cultura, sem ensino, é um país condenado a viver na penumbra"

Da fundação da CPLP à “Petrolíngua”!

25 de julho, 2014

Vamos aguardar para ver o papel que fica destinado a Portugal, à sua língua e à sua cultura. E nós, os professores, vamos aguardando em constante sobressalto, o futuro que nos esteja destinado. Alguém disse, um dia, em jeito de paródia que havia “petróleo no Beato”. Nós só podemos formar, ensinar, educar crianças e jovens que serão o futuro, o amanhã e que, com o nosso esforço e dedicação continuarão a falar, ler e escrever em português. Para isso trabalhamos todos os dias, assim nos permitam manter os nossos postos de trabalho./ Carlos Pato  (Ilustração: "O Inimigo Público")

10 milhões a menos no ministério dos Negócios Estrangeiros

Mais desemprego no ensino português no estrangeiro

12 de julho, 2014

O desinvestimento na educação do Governo português leva a cortes nos orçamentos dos ministérios. 10 milhões a menos no Ministério dos Negócios Estrangeiros leva Instituto Camões a cessação de comissões de serviço e consequentes despedimentos.

Urge rever o regime jurídico do Ensino Português no Estrangeiro dadas as alterações legislativas em curso

SPE e FENPROF reúnem com Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

09 de julho, 2014

O SPE e a FENPROF reuniram (9 de julho de 2014) com o Senhor Secretário de Estado das Comunidades para analisar e procurar obter respostas para os problemas que se colocam presentemente no EPE, nomeadamente a contagem do tempo das comissões de serviço, a revisão do Regulamento Interno de Avaliação, a realização de um concurso geral no ano de 2015 e a revisão do regime jurídico.

O que se faz e decide em Portugal também tem repercussão nos países do EPE

Não estamos imunes às medidas que este Governo toma nem devemos adotar um comportamento passivo em relação às mesmas!

15 de junho, 2014

As razões para os Professores, Educadores e Investigadores não baixarem os braços e lutarem com grande determinação contra as políticas do governo PSD / CDS são cada vez mais e de acrescida gravidade. O tempo é de estar atento, informado, unido e mobilizado. Vivemos um tempo em que não podemos aliviar a mobilização ou delegar em outros a representação na luta. Lutar em todos os momentos possíveis é fundamental. Os professores, educadores e investigadores contam com a FENPROF nesta luta. Todos seremos capazes de derrotar estas políticas e de levar à demissão este governo ilegítimo e sem apoio social. Vamos a isso! / MN

Ensino Português no Estrangeiro

SPE/FENPROF reuniu com Governo para desbloquear a resolução de problemas...

22 de maio, 2014

...e iniciar reflexão sobre  o futuro deste regime de ensino

A FENPROF reuniu (23/05/2014) com o Secretário de Estado das Comunidades Portugueses para colocar algumas preocupações que tem relativamente ao futuro do Ensino Português no Estrangeiro (EPE) e apresentar propostas relativamente a problemas concretos cuja resolução urge. A delegação da FENPROF integrou dirigentes do Sindicato dos Professores no Estrangeiro (SPE) que é membro desta Federação.  Foto: J. Caria

destaque

Ministro Crato ao microfone: Diretiva Europeia??!!! É para já!

24 de fevereiro, 2014

Nota-se em toda a peça uma gritante falta de rigor, de transparência democrática e de frontalidade. O MEC está a jogar na opacidade, na confusão e mistura de conceitos e processos. Procurando empurrar com a barriga os problemas reais vai “responder” à intimação da CE – que, previsivelmente, não será de difícil contentamento – sem qualquer esforço suplementar, apenas vinculando, a baixo custo, um mínimo dos mínimos que já estaria obrigado a deixar entrar nos quadros. Mais não é do que um embuste!

A situação atual do Ensino Português no Estrangeiro

FENPROF e SPE reúnem com o Secretário de Estado das Comunidades

19 de fevereiro, 2014

A FENPROF, representada pelo seu Secretário Geral, e uma delegação do Sindicato dos Professores no Estrangeiro apresentaram na passada terça-feira, 18 de fevereiro, em reunião expressamente solicitada para o efeito, as suas preocupações perante a situação de degradação das condições de vida dos docentes a trabalhar no estrangeiro. Os sucessivos cortes efetuados nos salários estão a condicionar drasticamente a existência dos professores que têm de lançar mão de outros trabalhos para poderem sobreviver e manter alguns restos de dignidade na convivência com os seus pares dos países de acolhimento.

“Nuno Crato quer professores nas escolas inglesas para promover o português”

O bom, o mau e o vilão

04 de fevereiro, 2014

“ Nuno Crato quer professores nas escolas inglesas para promover o português”.

 Nós, professores a trabalhar no EPE também queremos, e muitos! Mas não só em Inglaterra, nos outros países também. Esta vontade súbita veio mais uma vez demonstrar quanta desorganização reina no Governo português; quanto cinismo e hipocrisia alimenta estas figuras que, em público e em conferências internacionais vêm proferir este tipo de afirmações. Não satisfeito com os desmandos e malfeitorias das quais é ator principal em Portugal, vem cometer uma ingerência grave nos assuntos internos do Ensino Português no Estrangeiro. / Carlos Pato

PACC

Quantas “reguadas” vai levar um candidato que dê mais de 10 erros?

23 de novembro, 2013

O SPE/FENPROF discorda frontalmente da aplicação de mais uma barreira às legítimas expetativas daqueles que, ao terminarem os seus cursos via ensino, encontram à espera deles não o mercado de trabalho mas as filas intermináveis dos centros de (des)emprego onde só vão encontrar promessas vãs ou alguns folhetos a convidar à emigração.

Guia da Prova        Guia Anti-Prova     Dec.-Lei 146/13

EM FOCO

A PACC é uma ignomínia!

15 de novembro, 2013

O atual governo pela mao do seu ministro Nuno Crato quer, através de um absurdo exame que visa aferir os requisitos para a docência, afastar da profissão mais alguns milhares de profissionais com muitos anos de serviço.

Despacho n.º 14293-A/2013

Decreto Regulamentar 7/2013

3 milhões na reestruturação da rede do EPE!

OE 2014: Camões, Instituto da Cooperação e da Língua reduz despesa em 7,8 milhões de euros

19 de outubro, 2013

Quem vão ser os sacrificados? Os professores, mais uma vez? Porquê? Não fazem falta?

Com a chegada do OE para 2014 mais uma vez se volta a verificar um ataque à Educação e aos direitos constitucionalmente assegurados aos filhos dos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo.

Luxemburgo

Realidade do EPE em reportagem da RTP

27 de setembro, 2013