Todas as notícias
Professores em luta!

Acampamento da FENPROF em frente ao ME - resumo do segundo dia

11 de janeiro, 2023

O segundo dia de acampamento foi dividido entre o Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL) e o Sindicato dos Professores do Norte (SPN). Depois de uma manhã com muita alegria e a participação de ecentanas de professores, os dirigentes do SPN começaram a chegar pouco antes das 16 horas e logo trataram de se instalar, montar as suas tendas e preparar uma noite de protesto ao relento.

Veja aqui a reportagem fotográfica e o vídeo com o resumo do dia.

Professores em luta!

Repetem-se as concentrações de professores à porta das escolas

11 de janeiro, 2023

Diariamente, dezenas de professores em todo o país estão a concentrar-se à porta das escolas antes do início das aulas em luta pela valorização da profissão docente.

2023

Vencimentos, escalões e índices do Ensino Superior e Investigação

11 de janeiro, 2023

Escalas Indiciárias e valor ilíquido dos índices das carreiras docentes e de investigadores do ensino superior para 2023

Acampamento em frente ao ME

Passagem de testemunho do SPGL para o SPN

11 de janeiro, 2023

O secretário-geral adjunto José Feliciano Costa passou o testemunho ao secretário-geral adjunto Francisco Gonçalves, que assumiu a responsabilidade de garantir a continuidade do bom trabalho do SPGL, prometendo animação e empenho na luta dos professores até às 16 horas de quinta-feira.

#respeito

Programa de atividades no Acampamento junto ao Ministério da Educação, a desenvolver nas últimas 36 horas desta ação de luta

11 de janeiro, 2023

Depois de dois dias de luta junto ao Ministério da Educação, os protestos e a exigência de respeito por professores e educadores, de valorização da profissão e de negociações sérias e efetivas, estender-se-ão até às 16:00 horas de sexta-feira, 13.

#respeito

Acampamento da FENPROF em frente ao Ministério da Educação - Dia 1

11 de janeiro, 2023

Resumo das primeiras horas do acampamento da FENPROF, dinamizado pelo SPGL, em frente ao Ministério da Educação. O protesto teve início às 16 horas do dia 10 de janeiro e prolonga-se até às 16 horas do dia 13 de janeiro.

Professores em luta

Começou o acampamento da FENPROF em frente ao Ministério da Educação

10 de janeiro, 2023

A inauguração do acampamento promovido pela FENPROF em frente ao Ministério da Educação foi feita pelo Secretário-geral e pelo Secretário-geral adjunto José Feliciano Costa. 

Mário Nogueira recordou os motivos que levaram ao agendamento desta inciativa e explicou que esta não foi desmarcada, após a marcação de nova ronda negocial pelo ME para os dias 18 e 20 de janeiro, apelando à concentração de todos os professores no Ministério da Educação no próximo dia 20 de janeiro, a partir das 9:30 horas, hora em que estará a decorrer a terceira reunião negocial sobre a revisão do regime de concursos, para demonstrarem a sua forte rejeição das propostas apresentadas pela tutela.

Acompanhe todas as novidades deste acampamento e siga a reportagem vídeo e fotográfica na página de Facebook da FENPROF.

Professores em luta

Coimbra, 11 de janeiro, 8h30: A luta continua nas escolas e na rua!

10 de janeiro, 2023

A partir de hoje, 10 de janeiro, decorre em Lisboa um acampamento junto ao Ministério da Educação, como forma de protesto pela ausência de resposta do Ministério da Educação a um conjunto de questões colocado pela FENPROF. 

Enquanto decorre o acampamento, a FENPROF e os seus Sindicatos mantêm um conjunto largo de reuniões nas escolas. Nesse âmbito, o Secretário-Geral da FENPROF, Mário Nogueira, dinamizará a reunião do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel, em Coimbra, em 11 de janeiro, quarta-feira, às 8:30 horas, que se iniciará com a concentração dos educadores e professores frente à escola sede.

Professores em luta

Face à ausência de respostas, FENPROF acampará junto ao Ministério da Educação, de 10 a 13 de janeiro, em vigília de protesto e luta

09 de janeiro, 2023

A FENPROF considerou 10 de janeiro como prazo para o Ministro da Educação abandonar as intenções, manifestadas em documentos entregues aos sindicatos, para revisão do regime de concursos e também para calendarizar processos negociais relativos a outras matérias.

Não se prevendo que, até amanhã, aquelas solicitações mereçam resposta, a FENPROF e os Sindicatos de Professores que a integram, irão acampar junto ao Ministério da Educação, aí permanecendo de 10 a13 de janeiro, como forma de protesto e luta, mas também demonstração de disponibilidade para a negociação.

Professores em luta!

Organizações sindicais entregam em mão os 18 pré-avisos da greve por distritos

06 de janeiro, 2023

ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU entregaram, esta sexta-feira, em mão no Ministério da Educação os 18 pré-avisos de greve Nacional de Professores e Educadores que vai decorrer entre 16 de janeiro e 8 de fevereiro nos 18 distritos de Portugal Continental.

A greve tem sempre abrangência nacional, mas incidirá diariamente em cada um dos distritos, iniciando-se a 16 de janeiro em Lisboa, seguindo pelos outros distritos por ordem alfabética, e terminará a 8 de fevereiro no Porto.

Consulte aqui os pré-avisos de greve e veja a reportagem vídeo e fotográfica da iniciativa desta manhã.

Prémio Literário António Gedeão 2022

a. m. pires cabral recebe prémio literário FENPROF/SABSEG pela obra "caderneta de lembranças"

05 de janeiro, 2023

“caderneta de lembranças” de a. m. pires cabral foi a obra premiada do Concurso Literário da FENPROF/SABSEG 2022. 

O júri, presidido por Paulo Sucena e composto, ainda, por Paula Mendes Godinho e José Manuel Mendes, foi unânime na escolha. “Uma obra de arte”, assim a classificou o presidente do júri. Um livro “para lermos com amor”.

Concursos

Ministro, no Parlamento, responde ao que não foi dito, para não falar do que deverá esclarecer

04 de janeiro, 2023

O ministro João Costa responde ao que pelo menos a FENPROF nunca questionou e omite o que se questiona em função do teor dos documentos apresentados pelo ME na reunião de 22 de setembro e na reunião de 8 de novembro. João Costa já tinha optado por essa habilidade no documento de FAQ que, a propósito dos concursos, enviara aos professores.

Professores em luta

45 mil assinaturas contra a contratação por diretores ou outras entidades locais entregues no ME

03 de janeiro, 2023

No primeiro dia de aulas do segundo período do ano letivo 2022/23, a FENPROF entregou no Ministério da Educação 45 mil assinaturas de professores e educadores contra a contratação direta por diretores ou outras entidades locais. Cá fora, na avenida Infante Santo, cerca de um milhar de professores e educadores exigiram respeito. Respeito pela carreira. Respeito pelos horários e condições de trabalho. Respeito pelo tempo de serviço prestado. Respeito pelos alunos. Respeito pela Escola Pública. 

Veja aqui as imagens da iniciativa e as declarações finais do Secretário-geral da FENPROF.

Professores em luta!

FENPROF reuniu com mais de quatrocentos quadros sindicais

30 de dezembro, 2022

3 de janeiro, a partir das 11:00 horas – Concentração junto ao ME

Os quadros sindicais manifestaram acordo com a apreciação da FENPROF sobre a atual situação negocial, concordaram com os dois objetivos imediatos definidos para a luta (levar o ME a abandonar as suas intenções para a revisão do regime de concursos e abrir processos negociais sobre outras matérias) e comprometeram-se a esclarecer e mobilizar os professores nas suas escolas para o plano de luta que a FENPROF definiu, na sequência de centenas de reuniões nas escolas com milhares de docentes, algumas das ações em convergência com um leque alargado de outras organizações.

Professores em luta

FENPROF reafirma apelo à unidade dos professores na luta pela profissão

29 de dezembro, 2022

A FENPROF aprovou um plano de ações e lutas, algumas em convergência com outras organizações sindicais, do qual se destacam: Concentração junto ao Ministério da Educação em 3 de janeiro; permanência contínua, sob a forma de acampamento, junto ao ME, das 16:00 horas de 10 de janeiro às 16:00 horas de 13, caso até dia 10 o ministro não dê resposta às exigências dos professores; Greve Nacional por distritos, com início em Lisboa a 16 de janeiro, prolongando-se até 8 de fevereiro; Manifestação Nacional em defesa da Profissão de Professor, em 11 de fevereiro. Nesta data serão anunciadas novas ações, caso os responsáveis do ME não alterem as suas posições.

A FENPROF apela aos professores que deem forte expressão à luta, designadamente aderindo à Greve Nacional distrito a distrito, entre 16 de janeiro e 8 de fevereiro, e à Manifestação Nacional de 11 de fevereiro.

Professores em luta

FENPROF converge com outras organizações a partir de 16 de janeiro e, até dia 13, promove ações específicas

21 de dezembro, 2022

A luta dos professores e dos educadores terá de endurecer em janeiro, caso se mantenha o silêncio do Ministério da Educação em relação a dois aspetos essenciais: i) o recuo nas intenções que manifestou em relação ao regime de concursos e que, a concretizarem-se, teriam consequências gravíssimas; ii) a abertura de negociações para a celebração de um Protocolo Negocial conforme a proposta entregue no ME em 8 de agosto. 

O Secretário-geral da FENPROF apela à unidade e à participação de todos/as os/as professores/as e educadores/as.

Professores em luta

ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU saúdam todos os professores que têm lutado e reafirmam o prosseguimento da luta

21 de dezembro, 2022

- Ações específicas de 3 a 13 de janeiro, a divulgar por cada organização;

- Greve por distritos de 16 de janeiro a 8 de fevereiro;

- Grande Manifestação Nacional dos Professores e Educadores em 11 de fevereiro.

Professores em luta

FENPROF solidária com todos os professores em luta; quanto a verdades e mentiras, considera indispensável a divulgação das atas e gravações das reuniões das 4 mesas negociais

18 de dezembro, 2022

A FENPROF reafirma a necessidade de os professores lutarem contra as propostas do ministério para revisão do regime de concursos e manifesta-se solidária com todos os que o têm feito, independentemente da forma por que optaram.

Professores em luta

Organizações sindicais dão prazo ao ministro até 10 de janeiro, uma semana depois de as aulas recomeçarem

16 de dezembro, 2022

As organizações sindicais – ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU – comunicaram esta sexta-feira, dia 16 de dezembro, ao Ministro da Educação que consideram o dia 10 de janeiro como prazo para que o ME vá ao encontro das exigências dos docentes, uma semana depois de as aulas recomeçarem.

Professores em luta

Vigília em Lisboa: Organizações sindicais anunciam novas formas de luta para janeiro

15 de dezembro, 2022

O Secretário-geral da FENPROF encerrou esta quinta-feira em Lisboa o ciclo de vigílias que se realizaram ao longo da semana em 19 localidades de todo o país e anunciou as formas de luta decididas pelas oito organizações sindicais para janeiro.

EPC, EAE e EP

Novo Contrato Coletivo de Trabalho CNEF - FENPROF

15 de dezembro, 2022

Foi publicado no Boletim de Trabalho e Emprego nº 46, de 15 de dezembro de 2022, o Contrato Coletivo de Trabalho entre a Confederação Nacional da Educação e Formação (CNEF) e a Federação Nacional dos Professores - FENPROF.

Consulte aqui o Contrato.

Municipalização

Integração das delegações regionais da DGEstE nas CCDR não é boa notícia. FENPROF questionou ME já em 29 de novembro

15 de dezembro, 2022

Em 17 de novembro, p.p., o governo aprovou a Resolução n.º 123/2022, publicada em Diário da República em 14 de dezembro, que, entre outras áreas, integra as delegações regionais do ministério da Educação nas Comissões de Coordenação de Desenvolvimento Regional (CCDR). 

A FENPROF, de imediato, denunciou esta decisão na reunião com o ME a 29 de novembro, tendo questionado o ministro da Educação sobre as consequências desta decisão, como se pode ler em nota divulgada aos professores.

Professores em luta

Vamos tomar posição e enviá-la ao ME!

15 de dezembro, 2022

A FENPROF divulga um texto de tomada de posição para ser aprovada nas reuniões de avaliação do final do período e que será enviada ao Ministério da Educação. Para isso, basta preencher aqui o formulário e nós enviamos.

Participa! Cada um de nós conta nesta luta!

Professores em luta

Vigílias são expressão do descontentamento dos professores

15 de dezembro, 2022

De 12 a 15 de dezembro, ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU estão a promover vigílias em 19 cidades do país "Em defesa de uma Profissão com Futuro!".

Veja aqui as fotografias das vigílias já realizadas.