Centro de Formação José Salvado Sampaio
Escola que ensina, educa, respeita e forma cidadãos/ãs: os/as docentes no centro das respostas

Ciclo de Debates 2022

03 de fevereiro, 2022

Curso de Formação Certificado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Professores (CCPFC) - Nº de registo: CCPFC/ACC 113943/22

Sobre o Ciclo de Debates

A inscrição e participação individual em cada debate dará acesso a certificado de Ação de Curta Duração (ACD - 3 horas cada debate).

A inscrição e participação em todos os debates dará acesso a certificado de Curso de Formação da Ação de 25 horas certificado pelo CCFCP.

Os Debates

Mª do Céu Pires

Docente do Ensino Secundário

Ilda Figueiredo

Conselho Português para a Paz e Cooperação

Isabel Menezes

Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Universidade do Porto

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Aníbal Pires

Docente Aposentado

Paulo Feytor Pinto

Associação de Professores para a Educação Intercultural

Sara Caetano

Alto Comissariado para as Migrações

Artur Ferreira

Agrupamento de Escolas Patrício Prazeres

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Marta Araújo

Centro de estudos Sociais da Universidade de Coimbra

Ariana Furtado

Docente do 1.º CEB

Pedro Ferreira

Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Universidade do Porto

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Fátima Messias

Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN

Luís Pinheiro

Gabinete de Apoio à Vítima para a Juventude LGBTI+ da Casa Qui

Ana Cristina Santos

Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra

Por motivos de saúde, não foi possível participar no debate.

Portugal é reconhecido internacionalmente como um país no qual, formalmente, se respeitam os direitos de pessoas lésbicas, gay, bissexuais, trans, intersexo ou outras (LGBTI+). No entanto, estudos que temos desenvolvido sobre diversidade LGBTI+ em meio escolar, em meio laboral ou entre a população com mais de 60 anos revelam profundas desigualdades que resistem às alterações jurídicas mais promissoras, resultando em formas tácitas ou  explícitas de violência estrutural. Esta intervenção será apoiada por exemplos e pela sugestão de medidas de intervenção específica visando promover no quotidiano a diversidade sexual e de género ao longo da vida.

Tomás Anjos Barão

Projeto Educação LGBTI da Rede Ex Aequo

Por motivos profissionais, não foi possível participar no debate.

Pequena apresentação do Projeto Educação LGBTI O enquadramento das nossas sessões no panorama da Educação; Impacto e desafios.

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Carlos Neto

Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa

Mª José Araújo

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto

Por motivos de saúde, não foi possível participar no debate.

O programa da Escola a Tempo Inteiro (ETI) e a organização, nas escolas públicas, das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) - atividades lúdico-expressivas de grande importância na vida das crianças e dos profissionais que com elas trabalham - criou um novo espaço público de educação que está, constantemente, a ser reequacionado pelos diferentes atores políticos.

O conceito e práticas do programa da Escola a Tempo Inteiro, numa primeira fase, foi marcado pela ideia de possibilitar uma oferta social aos pais e encarregados de educação das famílias mais carenciadas social e economicamente, que passaram a ter um espaço onde “deixar” as crianças enquanto trabalham e a usufruir de mais uma oferta educativa. Mas que numa segunda fase, se estendeu a todas as crianças que frequentam a escola pública..

Ana Paula Monteiro

Escola de Ciências Humanas e Sociais da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Tatiana Louro da Bela

Psicóloga

João Lopes

Departamento de Psicologia Aplicada da Universidade do Minho

Mário Nogueira

Secretário-geral da FENPROF

Mª do Céu Ribeiro

Departamento de Ciências de Educação e Supervisão do Instituto Politécnico de Bragança

Por motivos de saúde, não foi possível participar no debate.

Lidar com a indisciplina na escola foi, é, e será um desafio para todos os professores. Os professores, na sua atividade profissional, sentem, com frequência, dificuldades em lidar com os problemas disciplinares na sala de aula. Esta é uma evidência presente em múltiplos estudos nacionais e internacionais, facto que estimula investigadores, formadores das instituições de formação inicial de professores e os próprios professores ao questionamento das práticas de formação e das práticas em contexto de sala de aula.

Leva-nos igualmente a problematizar, no quadro do processo de Bolonha, as estruturas curriculares da formação de professores; debater propostas didáticas inovadoras no âmbito da docência e a refletir sobre as práticas nos diversos contextos.

É neste quadro que se pretende orientar o debate ou seja em torno da formação inicial de professores, do desenvolvimento da competência relacional e de gestão de sala de aula e sua relação com a prevenção da indisciplina, assumindo sempre que o professor é uma pessoa e que o professor pode fazer e faz a diferença.

Isabel Baptista

Faculdade de Educação e psicologia da Universidade Católica Portuguesa

Enquanto profissionais qualificados para a formação de outras pessoas, os professores atuam como mediadores privilegiados entre gerações, culturas e tradições, contribuindo decisivamente para “dar rosto ao futuro” num mundo cada  vez  mais  desafiante,  complexo,  vulnerável e incerto. Uma responsabilidade humana e social de importância crucial e que, transcendendo amplamente a esfera de competências de ordem técnico-científica, obriga a que o ato de ensinar seja vivido como uma experiência de autoridade e liberdade. Neste sentido, torna-se urgente refletir sobre os ideais de profissionalidade e profissionalismo que importa afirmar e desenvolver, visando assegurar condições de autorização e dignificação da função docente.

António Teodoro

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

A produção das identidades resulta da convergência de dois processos, o biográfico e o relacional. O primeiro,  o da identidade para si, decorre no tempo e resulta de  uma construção pelos indivíduos de identidades sociais e profissionais a partir das categorias oferecidas por instituições como a família, a escola, o mercado de trabalho ou a empresa, consideradas acessíveis e valorizantes. O segundo, o da identidade para os outros, diz respeito ao reconhecimento das identidades associadas aos saberes, competências e imagens que os indivíduos dão de si próprios nos sistemas de acção em que participam, num dado momento e num determinado espaço de legitimação.

Assumindo este conceito de identidade, qual o papel de um sindicato na construção da profissionalidade docente, entendida como uma categoria relacionada com a qualidade da prática profissional, a integridade da prática docente e da dimensão social e pessoal do docente, a responsabilidade individual e comunitária, e o compromisso ético e político?

Observações Importantes

Regras para a obtenção de certificado das ações de formação
  • A inscrição e participação individual em cada debate dará acesso a certificado de Ação de Curta Duração (ACD - 3 horas cada debate);
  • A inscrição e participação em todos os debates dará acesso a certificado de Curso de Formação da Ação de 25 horas certificado pelo CCFCP.
Regra geral (Ações de Curta Duração – ACD)
  1. Assinar as folhas de presença
  2. Participar em pelo menos 2/3 da Ação de Formação
  3. Preencher a ficha de avaliação da ação
Regra especifica para o Curso de Formação da Ação de 25 horas
  1. Aplicam-se as regras gerais
  2. Realizar trabalho/relatório de avaliação
  3. O trabalho/relatório deverá conter no máximo 5 mil caracteres;
  4. Deverá incluir todos os temas da ação;
  5. A entrega do trabalho/relatório deve ser feita obrigatoriamente até às 23h 59m do dia 15 de junho de 2022, hora de Lisboa, fazendo o upload no site do CFJSS;
  6. Após a realização do último debate (1 de junho), receberá no seu email o endereço/link da página onde será feita a entrega do trabalho/relatório;
  7. Os certificados serão enviados a todos os que cumpriram com as regras acima descritas até dia 30 de julho de 2022.

Note bem: para ter acesso a um certificado de ação de 25 horas, terá obrigatoriamente de se inscrever, atempadamente, em todos os debates. 

Inscrição

Cartaz

Desdobrável