CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
05 dez 2013 / 21:06

Recusem ser os carrascos dos vossos colegas!

Esta prova, depois de se conhecer a matriz a divulgada, deixou de ser apenas uma iniquidade para também passar a ter de se considerar uma idiotice chapada.

Percebe-se que Grancho precise de um qualquer argumento para justificar a tal coisa, a que dá o nome de ordem, que é reclamada pela sua associação; percebe-se que o funcionário das finanças que dirige o MEC necessite de um argumento para afastar mais professores do emprego, afastando-os da própria profissão… Mas o que também toda a gente percebe é que os docentes que estão devidamente habilitados científica e profissionalmente, que são avaliados anualmente, que obtêm menções de Bom e superior, que veem renovados os seus contratos por reconhecimento da qualidade do seu trabalho, não têm de provar nada aos badamecos do MEC, ou seja a quem for.

E este não se limita a ser um problema dos professores sem vínculo. Para os do quadro há duas razões fundamentais para que lutem contra a PACC: recusarem ser os carrascos dos seus colegas e, portanto, não aceitarem ser vigilantes ou classificadores das suas provas (além dessa não ser função docente, como se confirma no Estatuto da Carreira Docente); recusarem uma prova que, amanhã, poderá ser para si, como propôs o FMI ao governo, sugerindo a realização de uma prova como instrumento para selecionar os 14.000 professores do quadro a atirar para a mobilidade especial. / Mário Nogueira

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo