abrir aplicação

CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
23 jan 2019 / 18:35

Amanhã os professores irão concentrar-se junto ao Ministério da Educação e, mais tarde, frente à Presidência do Conselho de Ministros

Estas duas concentrações resultam do facto de o Governo continuar sem dar início às negociações para a recuperação dos 9 anos, 4 meses e 2 dias de serviço cumprido pelos professores nos períodos de congelamento, apesar de a Lei do Orçamento do Estado para 2019, pelo disposto no seu artigo 17.º, o obrigar. 

Será aprovada uma Moção no início do protesto, que será entregue, de imediato, no Ministério da Educação (na Avenida Infante Santo, nº 2, em Lisboa). Já na Presidência do Conselho de Ministros, onde a Moção também será entregue, terá lugar uma audiência em que as organizações exporão as razões do protesto e apresentarão as suas exigências.

A Moção que será colocada à votação dos presentes exige o início imediato do processo negocial, reafirma que este só poderá incidir sobre o prazo e o modo e não sobre o tempo a recuperar (que terá de ser todo)  e também refere outros problemas para os quais se exige solução, mas que o Governo continua a arrastar. 

Por último, a Moção que será proposta aponta para a luta como única forma de os professores obrigarem o Governo a honrar os seus compromissos e a cumprir obrigações legais que, em diversos momentos, tem violado. 

 


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo