CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
03 abr 2020 / 16:44

FENPROF reitera apoio, solidariedade e orgulho com o SNS e os seus profissionais, com os professores e a Escola Pública, bem como com todos os trabalhadores em Portugal

No momento em que se renova, por mais 15 dias, o estado de emergência em Portugal, a FENPROF, convicta de que traduz o sentimento dos docentes e investigadores que representa, expressa o seu profundo apreço a todos os trabalhadores que têm estado, com enorme sacrifício pessoal, na linha da frente do combate à epidemia, desde logo, todos os que trabalham nos serviços de saúde.

A FENPROF saúda, também, aqueles que asseguram serviços considerados essenciais para o prosseguimento da vida coletiva dos Portugueses: das forças de segurança e forças armadas aos serviços de higiene, dos trabalhos de manutenção aos serviços de apoio social, do abastecimento de bens e serviços aos bombeiros e outras forças de socorro, e tantas outras atividades. Expressa, ainda, a solidariedade a quem, com a perda do emprego, a suspensão do contrato de trabalho ou a redução salarial já sofre consequências no plano laboral, comprometendo-se a convergir com os que lutam para a reversão dessas situações

Neste quadro sanitário, social e económico complexo, reiteramos a importância e centralidade do trabalho e dos trabalhadores e louvamos o comportamento da população em geral para o bem-estar e funcionamento da sociedade.

A FENPROF reafirma que o reconhecimento do papel dos trabalhadores consuma-se, não só com aplausos circunstanciais, mas sempre através da valorização social das suas profissões, através da proteção e melhoria das suas condições de trabalho e de vida, no respeito e na garantia dos seus direitos, o que, aliás, não deixará de voltar a ser testado, assim que a presente crise for ultrapassada.

Uma específica e muito especial saudação aos professores e educadores que, cumprindo escrupulosamente as medidas de contenção da propagação do vírus, continuam, em condições difíceis, sem qualquer preparação prévia e com insuficientes orientações da tutela, a procurar desenvolver as suas atividades, o contacto, a ligação, o apoio, o reforço e consolidação de aprendizagens dos seus alunos, ou a sua avaliação. Uma saudação que, necessariamente, tem de abranger os investigadores que prosseguem, num quadro ainda mais difícil, os seus projetos de investigação, também estes fundamentais para a retoma da normalidade e para o subsequente desenvolvimento de Portugal e do bem-estar da população.

3 de abril de 2020,

O Secretariado Nacional da FENPROF

 


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo