CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
03 out 2013 / 11:45

Problemas concretos vividos diariamente nas escolas (alguns exemplos)

"A Escola Inclusiva está, em cada dia que passa, a ser mais posta em causa.É um problema real vivido diariamente nas escolas", alertou Ana Simões, do Secretariado Nacional da FENPROF, na conferência de imprensa realizada (3/10/2013), em Lisboa. 

Neste período de abertura do ano letivo 2013/2014, acrescentou a responsável do Departamento de Educação Especial da FENPROF, foram muitos os exemplos que nos chegaram e continuam a chegar, através de professores, de pais e das próprias escolas, que confirmam o desrespeito que o MEC continua a ter pelos alunos com NEE bem como pelos docentes e não docentes que apoiam estes alunos nas escolas.

Apenas para ilustrar com alguns exemplos concretos o que, infelizmente, acontece por todo o país, Ana Simões deixou os seguintes apontamentos:

  • Falta de docentes do grupo de recrutamento 910: Pedidos indeferidos pelo MEC (AE Fundão; AE nº 2 Évora; AE Oliveira do Hospital)
  • Falta de docentes do 920 e 930 (Escola Gabriel Pereira, Évora)
  • Turmas com mais de 20 alunos que integram alunos com NEE (desrespeito pelo que está no Despacho 5048-B/2013) (AE Silves; EB 2/3 D. Manuel I, Tavira; AE Ferreiras, Albufeira; AE Alberto Iria, Olhão; AE Viseu Sul)
  • Turmas com mais de 20 alunos e mais de 2 alunos com NEE (AE Viseu Sul; ESecundária Afonso Lopes Vieira, Leiria; AE Z. Urbana, Figueira da Foz; AE Figueira Norte; AE Gil Eanes, Lagos; AE Silves)
  • Turmas de cursos profissionais com 32 alunos, 2 deles com NEE (AE Mortágua)
  • Docente da EE com 46 alunos com NEE para apoiar (AE Vouzela e Campia)
  • Alunos que a 3 de Outubro ainda estão em casa, impedidos de ir à escola, porque ainda não estão reunidas as condições necessárias para estarem na escola (AE Fundão)
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo