CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
02 abr 2007 / 00:00

Docentes sem habilitação obrigados a trabalhar na Educação Especial

O Ministério da Educação obriga os docentes de QZP a trabalhar na Educação Especial.

Não assumindo os erros do mau levantamento das necessidades reais das escolas e confrontado com alunos com NEE sem apoio especializado da Educação Especial, o ME opta por obrigar professores, sem qualquer formação especializada ou experiência em Educação Especial, a trabalhar com estes alunos.

Desta situação transparece:

· desrespeito pelos alunos integrados no sistema educativo e suas famílias;

· perversão e abuso da legislação criada por esta equipa ministerial;

· não garantia dos direitos constitucionais destes alunos, tratando-os como uma "casta inferior".

O Ministério da Educação não pode considerar que qualquer docente se encontra habilitado para o exercício de funções na educação especial, ignorando os compromissos internacionais e a legislação e todo o seu discurso (demagógico) aquando da criação dos novos grupos para a educação especial.

A Fenprof alertou a tutela, de Fevereiro até à data, para a possibilidade de alunos com necessidades educativas especiais não terem apoio especializado.

Infelizmente, e mais uma vez, o tempo deu-nos razão.

O Secretariado Nacional da FENPROF
13/10/2006


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo