CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
28 set 2012 / 14:22

Síntese da Portaria 292-A/2012, 26 setembro

  • Lança uma experiência-piloto de oferta de cursos vocacionais no ensino básico no ano lectivo 2012-2013;
  • Integrará alunos com mais de 13 anos, designadamente os que tenham 2 retenções no mesmo ciclo ou 3 em ciclos diferentes;
  • Cursos são introduzidos logo no 2.º CEB;
  • Será lançada em 12 escolas públicas e privadas a indicar pelas DRE, em termos afixar por protocolo com elas estabelecido;
  • Experiência-piloto pode ser alargada em 2013-2014 a outros agrupamentos ou escolas, por despacho do MEC, mediante candidaturas efectuadas até Junho de 2013;
  • Serão estabelecidos protocolos DRE-escolas/agrupamentos-empresas que prevejam a oferta aos alunos, pelas empresas, de “momentos de prática simulada”, bem como a sua contribuição para a leccionação de módulos da componente vocacional;
  • Alunos serão encaminhados para os cursos vocacionais mediante avaliação vocacional desenvolvida por psicólogos escolares e após encarregados de educação declararem, por escrito, que aceitam a frequência do curso vocacional e a realização da “prática simulada” pelo aluno;
  • Cursos serão organizados por módulos com as seguintes componentes de formação:
     
    • Geral: Português, Matemática, Inglês e Educação Física

    • Complementar: História e Geografia, Ciências Naturais, Físico-Química e uma 2.ª língua nos casos em que se justifique

    • Vocacional: actividades vocacionais e prática simulada
  • A prática simulada é desenvolvida a seguir à leccionação das horas da actividade vocacional, não podendo os alunos faltar a qualquer hora desta prática
  • Após concluído o curso vocacional, os alunos podem regressar ao ensino regular caso concluam, com sucesso, os exames nacionais do ciclo a que respeitam os cursos:
     
    • Os alunos que tenham concluído um curso vocacional do 2.º CEB, caso reprovem em provas nacionais deste ciclo de ensino, só podem seguir a via vocacional;

    • Os alunos que tenham concluído um curso vocacional do 3.º CEB, caso reprovem em qualquer das provas nacionais de final desse ciclo, podem ir para uma destas saídas:

a) Ensino profissional, caso tenham obtido aprovação em todos os módulos do curso;

b) Ensino vocacional de nível secundário, a regulamentar, desde que tenham concluído 70% dos módulos das componentes geral e complementar e 100% dos módulos da componente vocacional. 


 

 
Imprimir Abrir como PDF

Contém 1 ficheiro em anexo:

 Portaria_292-A.PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo