CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
03 jan 2006 / 00:00

Campanha "Pelo direito a uma Educação Pré-Escolar, pública e universal"

Que a educação pré-escolar desempenha um papel central para o desenvolvimento das crianças, em todos os domínios, tornou-se já, e felizmente, uma tese consensual. A frequência do pré-escolar deixou de ser considerada um luxo e afirmou-se publicamente como um direito de todos, como pressuposto de um desenvolvimento harmónico e enriquecido, potenciador do princípio democrático de igualdade de oportunidades tanto no acesso como no sucesso educativo ao longo de toda a vida.

A passagem do 28º aniversário da criação da rede pública de jardins de infância, hoje dia 1 de Fevereiro e no próximo dia 10 o 8º aniversário da publicação da lei-quadro da educação pré-escolar, marcos importantes no desenvolvimento deste sector de educação e ensino em Portugal, é o momento propício para as instituições signatárias reafirmarem:

- Que a educação pré-escolar é acima de tudo uma actividade pedagógica;

- Que todas as crianças têm direito a uma educação pré-escolar de elevada qualidade, da responsabilidade de educadores e outros técnicos devidamente formados e credenciados;

- Que o alargamento da rede pública da educação pré-escolar, de modo a cobrir integralmente o período etário dos 3 anos até ao ingresso no 1º CEB, deve ser erigido como objectivo primordial nas estratégias educativas do próximo governo;

- Que a função de apoio social e familiar, a que todas as crianças e suas famílias devem ter direito, não se confunde com a dimensão pedagógica, antes a complementa;

- Que todos(as) os(as) educadores(as) de infância, têm que  ser reconhecidos como docentes e assim tratados de acordo com os direitos inerentes a essa situação, nomeadamente no que se refere ao exercício da sua profissão.

As organizações signatárias manifestam a sua disponibilidade e empenho em prosseguir estes objectivos, integrando-os na concretização dos direitos gerais de toda s as crianças a uma educação cuidada, que as torne capazes de um saudável desenvolvimento que concretize o indeclinável direito à felicidade. Com este horizonte, decidem lançar a CAMPANHA EM PROL DA VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PÚBLICA E DA SUA UNIVERSALIZAÇÂO EM PORTUGAL E EXIGEM DE TODOS OS RESPONSÁVEIS AS MEDIDAS INDISPENSÁVEIS À CONCRETIZAÇÂO DESTES OBJECTIVOS.

 

Lisboa, 1 de Fevereiro de 2005

As organizações signatárias

FENPROF (Federação Nacional dos Professores)

CGTP-IN (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional)

APEI (Associação de Profissionais de Educação de Infância)

MDM (Movimento Democrático de Mulheres)

 

Participaram no encontro com os jornalistas, realizado no auditório do SPGL/FENPROF, em Lisboa, no dia 1 de Fevereiro, António Avelãs, Vice-Presidente do SPGL; Céu Silva, coordenadora nacional da Educação Pré-Escolar da FENPROF,  Julia Vale, do SN da Federação; Maria do Carmo Tavares, do Executivo da CGTP-IN e Dina Teles, do MDM.

   

 

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo