CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
13 nov 2015 / 17:32

"A deficiência e o (no) exercício da profissão docente"

Quando se fala de escola inclusiva, educação inclusiva ou em outros aspetos relacionados com a inclusão na escola, por norma, lembramo-nos das dificuldades que a escola tem para proporcionar contextos promotores da igualdade de oportunidades a alunos que apresentam diferenças entre si.

Mas o problema é mais complexo e estende-se aos docentes. O que custa e quanto custa a um docente cego corrigir os testes dos seus alunos? Como pode um docente surdo exercer a sua atividade profissional sem ter consigo um intérprete de língua gestual? Em que condições trabalha um educador ou professor com mobilidade reduzida numa escola cheia de obstáculos e armadilhas arquitetónicas ou sem as necessárias adaptações de acessibilidade?

Estas e outras questões estão em debate neste encontro que resulta de mais uma parceria estabelecida entre a Federação Nacional dos Professores (FENPROF) e a Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes (CNOD), apoiada pelo Instituto Nacional para a Reabilitação (INR). 

Este encontro nacional vtem lugar na Escola Secundária D. Pedro V (junto a Sete Rios, em Lisboa), e conta com a participação de académicos e docentes com deficiência que apresentarão comunicações. Ver programa: http://www.fenprof.pt/Download/FENPROF/SM_Doc/Mid_115/Doc_9800/Anexos/CNOD2015_Programa.pdf.

Na sessão de  encerramento, prevista para as 17.30 horas, intervirão Mário Nogueira (Secretário Geral da FENPROF), José Reis (Presidente da CNOD) e José Madeira Serôdio (Presidente do INR).

O Secretariado Nacional da FENPROF
A Direção Nacional da CNOD

 

 


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo