CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
01 ago 2008 / 19:20

"Sensibilizar a opinião pública para a crescente instabilidade que atinge os professores e a educação"

Esta iniciativa tem em vista sensibilizar a opinião pública para a crescente instabilidade que atinge os professores e a educação em Portugal.

Instabilidade que decorre, desde logo, da precariedade de emprego que afecta dezenas de milhares de professores, muitos em situação de desemprego sem fim à vista, muitos outros com contratos a prazo, a trabalhar com horários incompletos em mais do que uma escola, sem perspectivas de acesso aos quadros.

Instabilidade que atinge também milhares de professores dos quadros, obrigados a trabalhar longe de casa, tendo que percorrer longas distâncias, afastados da família durante largos períodos da sua vida, tendo que assumir despesas com transportes e segundas habitações, sem qualquer apoio por parte do Estado.

Mas instabilidade também decorrente do agravamento das condições de exercício da profissão em geral, fruto da acção deste governo e deste ME. Nos últimos três anos, os professores têm visto a sua profissão descaracterizada, funcionarizada e desvalorizada nos planos material, profissional e social, já para não falar das muitas vezes em que foram publicamente desconsiderados e desautorizados pela própria ministra da tutela.

Só um profundo e generalizado mal-estar entre os docentes pode explicar que 100 mil professores tenham saído à rua no dia 8 de Março para afirmar publicamente que "Assim não se pode ser professor".

A FENPROF continuará a lutar para que o governo inverta o caminho que tem seguido, não só porque os professores têm direito a um estatuto compatível com a importância social da função que desempenham mas também, e sobretudo, porque a dignificação da profissão docente é uma condição essencial para a valorização da escola e da educação.

Os professores precisam de condições de trabalho condignas porque os alunos têm direito a uma escola melhor. E porque só assim teremos uma educação com mais qualidade e um país mais desenvolvido.

Manuela Mendonça
Coordenadora do SPN
Membro do SN da FENPROF

Voltar ao Topo