CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
30 ago 2010 / 15:25

FENPROF APRESENTA, EM 1 DE SETEMBRO (QUARTA), O “GUIA DE SOBREVIVÊNCIA DO(A) PROFESSOR(A) E EDUCADOR(A) CONTRATADO(A)”

Dia 1 de Setembro, quarta-feira, inicia-se um novo ano escolar. Neste dia, é suposto que todos os docentes se apresentem nas escolas. Devido ao escasso número de docentes que, nos últimos anos, ingressaram nos quadros e face ao elevado número de aposentações, os níveis de precariedade têm vindo a aumentar em ritmo acelerado, razão por que muitos dos que se apresentarão apenas têm, no seu horizonte profissional, a possibilidade de leccionarem mais um ano e não a de ingressarem, como deviam, na carreira docente, numa situação de esperada estabilidade.

Este ano, contudo, poderemos assistir a uma diminuição dos níveis de precariedade, mas pelas piores razões: é que algumas das medidas tomadas no final de Julho e durante o mês de Agosto destinaram-se, quase exclusivamente, a reduzir o número de docentes nas escolas, o que poderá levar ao aumento do número de desempregados. Em suma, desemprego e precariedade são problemas graves que continuam a atingir dezenas de milhar de docentes de quem as escolas precisam e, mais ainda, precisariam em situação de estabilidade.

Face à má opção do Governo, aos professores e à sua principal organização sindical, a FENPROF, não resta alternativa que não seja, através da acção e da luta reivindicativas, contrariá-la e pugnar pela estabilidade do corpo docente das escolas, pelo emprego e pela valorização e estabilização das relações laborais. Se forem obtidos estes objectivos, ganharão todos: os docentes, sem dúvida, mas igualmente as escolas, os alunos e a qualidade do ensino. A FENPROF continua envolvida nesta luta fundamental mas é preciso que, em particular, os docentes directamente atingidos pelas erradas opções de quem governa se movimentem com a FENPROF, criando dificuldades à insistência na precariedade e no desemprego e ajudando a afirmar as propostas justas e sérias que os governos não têm querido ter em conta

É neste quadro, e considerando-o não apenas um instrumento de informação, mas um elemento de mobilização para a acção e a luta, que a FENPROF elaborou e vai distribuir nas escolas, aos docentes, o “Guia de Sobrevivência do(a) Professor(a) e Educador(a) contratado(a)”.

Com o objectivo de o apresentar, publicamente, no primeiro dia do ano escolar 2010/2011, a FENPROF promove uma Conferência de Imprensa em Lisboa no dia 1 de Setembro. Mas este será apenas (mais) um ponto de partida para uma luta que não pode ter êxito sem o envolvimento combativo dos(as) professores(as) e educadores(as) contratados(as). (Contacta a FENPROF ou o sindicato da tua área.)

O Secretariado Nacional,

30.08.2010

Voltar ao Topo