CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
16 fev 2021 / 15:53

Fartos de esperar, professores de Técnicas Especiais do Ensino Artístico Especializado exigem vinculação

Um grupo de professores contratados de Técnicas Especiais do Ensino Artístico concentrou-se esta terça-feira, 16 de fevereiro, à porta das escolas António Arroio, em Lisboa, e Soares dos Reis, no Porto, para exigir uma solução para a situação de precariedade laboral em que se encontram, alguns há vários anos.

O Secretário-Geral da FENPROF esteve em Lisboa, junto dos professores da Escola Artística António Arroio, para exigir a realização de um concurso extraordinário de vinculação para estes docentes, nas áreas das Artes Visuais e dos Audiovisuais destes dois estabelecimentos públicos de ensino, de modo a que lhes seja possível saírem desta situação de precariedade antes da aposentação.

Mário Nogueira afirma que é apenas uma questão de vontade política do governo, pois a negociação desta questão é simples, uma vez que os mecanismos legais já existem no regime geral de concursos. Pretende-se, ainda, a aprovação de uma norma específica que fixe as condições necessárias para, no futuro, os docentes contratados para Técnicas Especiais nestas áreas poderem vincular de forma dinâmica, de acordo com as necessidades permanentes do sistema e o princípio do não abuso – que não tem sido respeitado – do recurso à contratação a termo.

 

Mesmo em tempos de confinamento, na Escola Artística António Arroio, estiveram presentes cerca de uma dezena de docentes que, quiseram lembrar ao Ministério da Educação que “Mesmo com máscara, temos rosto e direitos”.


Escola Artística António Arroio - Lisboa

Escola Artística António Arroio, em Lisboa

 

Reportagem do SPN sobre a concentração na Escola Artística Soares dos Reis, no Porto - Ver aqui


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo