CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
12 set 2011 / 12:03

FENPROF deixou preocupações ao 1º Ministro e ao Ministro da Educação

SPRC/FENPROF marcou presença na abertura oficial do ano lectivo

Viseu foi a cidade escolhida para as inaugurações de circunstância, nesta segunda-feira, 12 de setembro, num cenário de abertura do novo ano lectivo 2011/2012.

Passos Coelho e Nuno Crato desmultiplicam-se a defender que esta é uma abertura normal. Escondem, no entanto, que se trata de uma referência exclusiva para a data e nada mais. Abriu dentro dos prazos, mas com mais precariedade, mais desemprego, mais instabilidade, mais alunos por turma, mais sobrelotação de algumas escolas, com o anúncio de alterações curriculares, de novos mega-agrupamentos e encerramentos de escolas que agravarão ainda mais a situação precária e o desemprego dos docentes portugueses.

O SPRC esteve presente, com dirigentes e delegados sindicais e docentes contratados, numa afirmação de que não desistiremos, defenderemos uma mudança profunda das opções políticas e afirmaremos os docentes como força social fundamental do progresso social, cultural e económico do país.

Na ocasião, Mário Nogueira dirigiu-se ao primeiro ministro e ao ministro da educação, deixando alguns recados que são preocupações, problemas e exigências, mas, também, ao mesmo tempo, mudanças e propostas que deverão ser consideradas para as alterações por que os docentes portugueses lutarão.



 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Nacional
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo