FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
Ministério de Nuno Crato não respeita diretiva comunitária cuja aplicação é obrigatória

O Ministério da Educação e Ciência foi obrigado, devido à luta desenvolvida pelos professores, a abrir mais 1954 vagas para a vinculação de professores, promovendo, para esse efeito, um segundo concurso externo extraordinário que se seguiu ao realizado em 2013, tendo, então, sido abertas 601 vagas. Acrescem às vagas destes concursos as 149 criadas para escolas de ensino artístico especializado. Entende o MEC que estas 2704 vagas criadas a título excecional – a que falta ainda acrescentar as 3 vinculações do concurso externo ordinário realizado em 2013 – são algo de extraordinário… O auto-elogio do MEC resultará, certamente, do facto de estas vinculações irem muito além do que seria sua intenção. Porém, na verdade, este número de vinculações que resulta da realização de quatro concursos era o que, por norma, tinha lugar anualmente quando os concursos de professores obedeciam a essa periodicidade. Tal correspondia às necessidades reais das escolas e do sistema, tendo em conta, designadamente, as aposentações anuais dos docentes dos quadros.


PROFESSORES COM DOENÇAS INCAPACITANTES ESTÃO A VER INDEFERIDOS OS SEUS PEDIDOS DE MOBILIDADE POR DOENÇA

Um elevado número de docentes que pretende ser destacado através do mecanismo de mobilidade por doença está a ser notificado de que a sua pretensão foi indeferida por não ter sido respeitado o disposto no ponto 3 do despacho 6969/2014, de 28 de maio.

  • NÃO REDUÇÃO DAS TURMAS COM ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS DIFICULTARÁ AINDA MAIS AS POSSIBILIDADES DE SUCESSO
  • MEC FOGE, DE NOVO, A PAGAR COMPENSAÇÃO POR CADUCIDADE DOS CONTRATOS DE TRABALHO
  • NOVO CORTE ORÇAMENTAL NO ENSINO SUPERIOR É INADMISSÍVEL E MUITO PERIGOSO

ATRIBUIÇÃO DE HORÁRIO A QUEM REQUEREU “RESCISÃO” IRÁ CRIAR MAIS INSTABILIDADE NAS ESCOLAS

As escolas estão ainda a aguardar autorização para o funcionamento de algumas turmas e não sabem exatamente quantos docentes ficarão sem atividade letiva atribuída. Recorda-se que o ano passado esta situação foi clarificada ainda durante o mês de julho.

ESCOLAS COM TRÊS DIAS ÚTEIS PARA LANÇAREM “HORÁRIOS-ZERO” EM APLICAÇÃO DA DGAE


Esclarecimentos da FENPROF

Foi notícia que de 750 vagas abertas pelo IEFP, para serem ocupadas por professores, apenas 192 terão sido preenchidas por estes, ficando no ar a ideia de que os professores, cujo emprego tem vindo a ser deliberadamente reduzido pelo governo, não estarão preocupados com esse problema, rejeitando as oportunidades que, alegadamente, lhes são criadas...


Declaração do Secretário geral da FENPROF:

"A PACC está a cumprir a sua missão. É para isso que serve, para poder denegrir a imagem dos professores, achincalhá-los publicamente e, dessa forma, contribuir para a desvalorização da sua imagem social”.


Haja respeito pelos professores!

Professores que cumpriram com êxito (!) toda a formação que lhes foi exigida, profissionalizados para a docência, muitos deles sucessivamente contratados pelo Ministério da Educação para exercerem a profissão e, no fim dos contratos, avaliados segundo as regras que o próprio governo estabelece, foram notificados pelo MEC – via IAVE – de que o resultado da absurda ”prova de avaliação de conhecimentos e capacidades” (ver enunciado em www.fenprof.pt) está, no dia 4 de agosto, a ser divulgado pelos seus mentores.


 
CGTP-IN esclarece

O desemprego continua num nível inaceitavelmente elevado. O INE dá conta que a taxa de desemprego oficial foi de 13,9% no 2º trimestre. No entanto, este valor não traduz a realidade do desemprego em Portugal, registando-se também um número considerável de trabalhadores subempregados.

Taxa de desemprego jovem em Portugal continua a ser das mais elevadas da UE

 


também em matéria de concursos

Face a muitas questões que têm sido colocadas aos serviços dos sindicatos e à legítima indignação manifestada por inúmeros docentes sobre diferentes aspetos da atual legislação, é importante relembrar posições e acontecimentos oportunamente divulgados pela FENPROF e seus Sindicatos. Nestes e noutros casos, como diz o povo, a culpa não pode morrer solteira e aqui a responsabilidade é de quem manteve e impôs más regras para os concursos e não de quem lutou – e vai continuar a lutar – para que elas sejam melhoradas.


VALE MAIS TARDE DO QUE NUNCA, PORÉM...

 Apesar de estarmos perante uma primeira lista que é divulgada com mais de dois anos de atraso, há que registar a sua divulgação, fruto, também, da muita pressão que tem sido exercida sobre o governo português para que o faça.


Nova configuração da CES e desccontos para a ADSE

Tendo em conta os argumentos que sustentam esta decisão, a CGTP-IN entende que a nova contribuição de sustentabilidade (CDS), de carácter estrutural e permanente, não pode deixar de vir a ser considerada inconstitucional.


Calendário escolar

ENTREVISTA AO SECRETÁRIO-GERAL DA FENPROF

A PACC ("Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades") tem provocado uma discussão acesa entre o ministério e os professores, com estes a demarcarem-se de uma forma absolutamente esmagadora, de uma prova que consideram absurda e da qual discordam. O ministro, e outros membros da equipa do MEC, têm optado por atacar a FENPROF para se escusarem, como deveriam, a justificar a sua opção e os seus procedimentos. A este propósito, entrevistámos o Secretário-geral da FENPROF que afirma que “esta prova é expressão da arrogância do MEC e de uma indisfarçável intenção de humilhar os professores, desvalorizando-os socialmente para, a seguir, desvalorizar o seu estatuto profissional e de carreira”.

Prova 1000_05      |    Prova 1000_06


Conferência de imprensa conjunta: Sindicatos desmontam manipulação ministerial

Manter em tribunal as ações interpostas, quer em dezembro, quer na passada semana, tendo em conta que a PACC foi relançada num quadro de ilegalidade, nomeadamente com desrespeito por prazos e sob uma completa ausência de transparência, foi uma das decisões anunciadas na quinta-feira, dia 24, em Lisboa, na conferência imprensa conjunta (foto: P. Machado) da ASPL,  FENPROF, SEPLEU, SINDEP, SIPE, SIPPEB, SINAPE e SPLIU. Considerando a PACC "uma prova humilhante", o Secretário Geral da FENPROF apresentou e comentou, neste encontro com a comunicação social, as conclusões da reunião daquelas organizações sindicais, que avaliaram a jornada de luta do passado dia 22, deixando desde logo esta nota: não correspondem à verdade as palavras e os números do ministro Nuno Crato sobre a realização da PACC. "Só podem ser considerados como fazendo parte de uma inadmissível estratégia de manipulação da opinião pública", como alertam os sindicatos./ JPO   Balanço

Escolas em que a PACC não se realizou

Número de professores que não realizaram a prova

A normalidade de Crato

A tentativa de diabolização da luta

A desinformação a propósito das providências cautelares

Da natureza e finalidades da prova

A luta contra a PACC irá prosseguir


25 de julho, Lisboa

PSD/CDS aprovam no Parlamento novo ataque aos trabalhadores

Rejeitar a reconfiguração dos cortes salariais!

A CGTP-IN realizou no passado dia 25 de julho uma concentração de dirigentes, delegados, ativistas sindicais e comissões de trabalhadores, no Jardim de S. Pedro de Alcântara, ao Bairro Alto, em Lisboa, para rejeitar os cortes nas pensões, salários e direitos, que foram discutidos e aprovados, na Assembleia da República, neste mesmo dia, com os votos favoráveis dos deputados da maioria de direita.

JN live


CCT do Ensino Particular e Cooperativo

 A AEEP e FNE assinaram, no passado dia 23 de julho, um novo Contrato Coletivo de Trabalho para o Ensino Particular e Cooperativo, globalmente mais desfavorável por representar perda de direitos e garantias para os docentes deste setor de ensino.


FENPROF APELA AOS PROFESSORES

O ministério de Nuno Crato, o mesmo que apela aos professores que colaborem na humilhante “PACC” a que pretende submeter milhares de professores contratados, é o mesmo que também apelou ao voluntariado dos professores para a mais do que suspeita prova de inglês ao serviço da empresa Cambridge S.A..

Flyer: os professores têm razões para não colaborar com o MEC


SUBSCRIÇÕES

Atualização diária

"(...) Face a esta situação de desvalorização da Educação Pública em que, com clareza, se antevê um percurso de desmantelamento da Escola Pública de qualidade, os subscritores deste documento consideram de elevada importância que, num contexto de grande convergência e unidade social e política, em 2014, ano em que se assinalam os 40 anos do 25 de Abril, tenha lugar uma grande iniciativa de âmbito nacional em defesa da Escola Pública promovida por organizações representativas de profissionais da Educação, pais e encarregados de educação, estudantes, autarquias, instituições e estabelecimentos de ensino, associações científicas e profissionais, movimento sindical e movimentos sociais" (do Apelo em Defesa da Escola Pública).

Texto do Apelo em Defesa da Escola Pública


PACC

A FENPROF divulga a prova que Nuno Crato considera determinante para acesso à profissão de professor e lança um apelo a todos os cidadãos: leiam a "prova". Depois, em consciência, procurem responder a estas perguntas: "O que prova esta prova para se ser Professor?" e "É uma prova destas que me faz confiar nos professores dos meus filhos?" 


Posição da CGTP-IN

Três anos de governação PSD/CDS

Caso BES

Estamos mais uma vez confrontados com um gigantesco desvio de recursos por parte de um Governo que ao mesmo tempo que diz faltarem meios para a educação e a saúde, a protecção social e os serviços públicos, desvia milhares de milhões de euros do erário público para salvar os negócios do GES dos principais accionistas do BES. Milhares de milhões de euros que vão, mais uma vez, ser sacados aos rendimentos dos trabalhadores e aos pensionistas.

 


Mário Nogueira:

Solidariedade para com o povo da Palestina e, em especial, as suas crianças e jovens, é tudo o que os professores, como todos os portugueses, podem manifestar, para além de deverem exigir uma posição firme de condenação da agressão, por parte do governo do seu país. Não nos escondamos atrás de preconceitos para deixar de o fazer.


A CGTP-IN condena a agressão do governo Israelita à população de Gaza, com brutais bombardeamentos que causaram, até à data, quase uma centena de mortos e um número indeterminado de feridos entre a população indefesa, nomeadamente crianças.


Ciência

Intervenção da FENPROF

A FENPROF, tal como informou na altura, interveio junto da Comissão de Educação, Ciência e Cultura da Assembleia da República no sentido de a Lei 77 ser cumprida, abrangendo os docentes que ainda deveriam beneficiar dos seus efeitos. Na sequência do contacto direto, feito em reunião, a FENPROF enviou por escrito uma exposição a todos os grupos parlamentares, sabendo-se agora que, em iniciativa conjunta, foi aprovada uma proposta de lei que mantém os efeitos que, por força de lei posterior, teriam sido anulados. Congratulamo-nos por isso e saudamos os professores abrangidos.


Trabalhadores da Administração Pública

 
Actualidade
▶ 
▶ 
▶ 
▶ 
Manifestação em Lisboa
▶ 
Reunião Governo-Frente Comum
▶ 
20 anos depois...
 
Ainda em Destaque


EM FOCO


ACÇÃO SINDICAL





NACIONAL




   





FRENTES E SECTORES


ACÇÕES



 
Concursos
Áreas de música e dança, artes visuais e audiovisuais
 





Situações irregulares da realização da PACC no dia 22 de julho

URGENTE: Envia o teu testemunho, a tua denúncia, o teu relato através do MAIL VERDE!

 

A Força de Estarmos Unidos!

Sindicaliza-te!

+ FORTE  + SEGURANÇA

 
 
 

 
JF - Julho de 2014

 
Prémio de Poesia António Gedeão (2014)

 

 
Semana de Ação Global pela Educação

 SEMANA DE ACÇÃO GLOBAL PELA EDUCAÇÃO
 

 Em todo o Mundo e, com a intervenção da FENPROF, em Portugal

 Não hesite! Defenda uma Escola Inclusiva. Defenda o futuro

 SPRA promoveu Encontro sobre Educação Inclusiva em Angra...   Imagens da iniciativa

 ... e realizou outro no passado dia 14, em Ponta Delgada


 

http://www.fenprof.pt/AMIANTO 

 

 
Impressões de uma professora aposentada

Sou uma professora aposentada, fiz parte do primeiro executivo do Sindicato de Professores, de Coimbra, com a Graça Pedrosa (sócia n.º 1 do SPRC) e a Teresa Maia (ex-docente do Instituto de Cegos), etc e hoje, ao ler a vossa revista emocionei-me e quis acreditar que era verdade o que anunciavam no Jornal da Liberdade

Impressões de Maria da Luz Machado Colaço

 
Caducidade dos contratos
Conta-Sentenças
 
 
671 CONDENAÇÕES!
Poucos foram tantas vezes condenados pela justiça em Portugal. Mas o MEC, sem vergonha, mantém a sua prática ilegal 

 
28 e 29 março de 2014 - Lisboa

versão em alta resolução (PDF)

Todos os pormenores da Conferência em
http://www.fenprof.pt/Conf1CEB

 
Sobre os Contratos de Autonomia

Dados recolhidos confirmam as reservas da FENPROF quanto a este processo de contratualização. 

Ler documento

 
Iniciativa FENPROF e CNOD


 
Petição contra o roubo nas pensões

 
Concursos
Página Web da DGAE
 
Benefícios e regalias

Foi criado o cartão FENPROF-CGD-ITIC

Docentes sindicalizados em sindicatos da FENPROF passarão a ter acesso a diversos benefícios no âmbito do protocolo assinado entre a FENPROF e o banco público português.

Conheça todos os benefícios dos sindicalizados nos Sindicatos da FENPROF

 
Em foco
▶ 
Ataque às funções sociais do Estado
▶ 
 
Regalias aos Sócios
 
Revisão do ECD

Neste espaço são disponibilizados todos os documentos que estão relacionados com o processo de revisão do Estatuto da Carreira Docente.


>> Consulte aqui
 
 
 
DIVULGAÇÃO
Casa da Música
Porto
Centro de Artes do Espectáculo de Portalegre

Orquestra de Jazz de Matosinhos
Museu do Neo-Realismo
Vila Franca de Xira
 
Voltar ao Topo 

© FENPROF, Federação Nacional de Professores
Rua Fialho de Almeida nº 3 - 1070-128 Lisboa | Telefone: 213 819 190 | Fax: 213 819 198
fenprof@fenprof.pt


Actualização: JPO
sysadmin (servidor): Paulo Seixas | webmaster (aplicação web): Marco Serralheiro