CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
14 nov 2017 / 10:21

Amanhã, 15 de novembro, será um grande e expressivo dia nacional de luta

Exigindo negociação e respeito pelos anos de serviço que cumpriram, Professores e Educadores farão uma enorme greve e milhares concentrar-se-ão junto à Assembleia da República, em Lisboa, e, também, nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores


A FENPROF prevê uma grande greve de Professores e Educadores, amanhã, 15 de novembro. Os professores estão indignados com a intenção do governo de lhes apagar mais de 9 dos últimos 12 anos de serviço cumprido e de prolongar, ainda mais, a sua permanência nos escalões da carreira, com a aplicação de normas que levariam à perda de um número ainda maior de tempo de serviço. Esta indignação está na origem da grande mobilização que se sente nas escolas e se traduzirá nos níveis de adesão à greve de amanhã.

Entretanto, convém assinalar que, de 3 de novembro (data em que a FENPROF anunciou que convocaria esta greve) até hoje, não houve, da parte do Governo, qualquer contacto no sentido de se abrir uma qualquer janela de diálogo que levasse ao desenvolvimento de um processo negocial sobre o descongelamento da carreira docente ou outras questões – aposentação, horários de trabalho e concursos – que estão na base do grande descontentamento dos Professores e Educadores e que os levam a lutar.

Neste dia de luta em que convergem todas as organizações sindicais, o Secretário-Geral e outros dirigentes da FENPROF cumprirão a seguinte agenda

- 8:00 horas: Acompanhamento do início da Greve junto à EB 2.3 Manuel da Maia (Rua Freitas Gazul), em Lisboa, estando presentes professores da escola;

- 10:30 horas: Participação na pré-concentração da FENPROF, no Largo do Rato;

- 10:50 horas: Desfile pela Rua de São Bento até à Assembleia da República;

- 11:00 horas: Concentração frente à Assembleia da República;

- 12:45 horas (hora aproximada): Intervenção dirigida aos Professores e Educadores.

 

Esta concentração prolongar-se-á até ao final do debate sobre o orçamento para a Educação, com a presença do Ministro, que decorrerá na Comissão Parlamentar de Educação e Ciência.

Desta vez, devido à deslocação para Lisboa dos dirigentes dos diferentes Sindicatos de Professores, o acompanhamento do início da greve não se realizará nas diferentes regiões do país, mas apenas em Lisboa. Porém, ao longo de toda a manhã, serão recebidas e divulgadas na Concentração as taxas de adesão à greve de escolas de todo o país, sendo afixadas em painéis que serão colocados no local para esse efeito.

Para além da Concentração em Lisboa, também no Funchal, Professores e Educadores se concentrarão junto à Assembleia Legislativa Regional, a partir das 10:30 horas. Na Região Autónoma dos Açores, realizar-se-ão as seguintes concentrações: Ponta Delgada, 16 horas, junto ao Palácio de Santana; Angra do Heroísmo,  16 horas, junto à Secretaria Regional de Educação e Cultura; Horta, 9 horas, junto à EBI da Horta.

 

O Secretariado Nacional


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo