CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
18 jul 2017 / 14:06

Após (mais) um ano de estagnação, não é possível adiar (mais) a resolução dos problemas

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA - LISBOA, 21 DE JULHO (SEXTA-FEIRA), 11 HORAS

O ano letivo terminou com os professores em luta; o próximo vai iniciar-se com uma forte ação sindical 

Qual a avaliação que a FENPROF faz do ano letivo 2016/17? Como avalia a ação do governo/ME? Que perspetivas é possível ter quanto ao futuro a curto e médio prazo? Quais as medidas que o atual governo deve tomar que dêem sinais de respeito pelos professores e pela sua profissão? O que se propõe a FENPROF fazer para garantir que as respostas pretendidas tenham um sinal positivo? 

Estas são apenas algumas das perguntas a que FENPROF quer responder na Conferência de Imprensa que realizará em Lisboa, na sua sede na Rua Fialho de Almeida, na sexta-feira (21 de julho), a partir das 11.00 horas. 

Terminou o ano letivo 2016 – 2017, um ano de contradições em que o investimento se manteve adiado e os professores continuaram esquecidos. Aproxima-se o ano letivo 2017 – 2018, mas a falta de respostas por parte do Ministério da Educação transfere para o novo ano inúmeros problemas velhos e, com eles, transfere-se também a luta dos professores, naturalmente que mais forte ou não começasse a esgotar-se a capacidade de compreensão e a paciência dos professores.

Nesta Conferência de Imprensa, o Secretário-Geral da FENPROF fará uma Declaração em que, a partir do balanço do ano que termina, apresentará as expetativas para 2017 – 2018 e os contornos de uma ação reivindicativa que será forte desde o primeiro dia, em 1 de setembro. A falta de respostas a aspetos de natureza socioprofissional, a ameaça da municipalização e a insistência do ME num modelo de gestão assente em fortes lideranças fracas, imporá uma ainda maior intervenção e ação sindical e um envolvimento ainda mais forte dos professores e educadores na luta.                         

O Secretariado Nacional 


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo