CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
27 jul 2018 / 15:18

Sindicatos de Professores reafirmam as posições que levaram e levarão os professores à luta

Os Sindicatos de Professores que, em conjunto, convergem na negociação e na luta em defesa da contabilização de todo o tempo de serviço cumprido pelos professores, reuniram hoje com a direção do Partido Socialista (PS). Desta reunião há assinalar, positivamente, o facto de o PS considerar que esta é uma questão que deverá ser resolvida no quadro da negociação entre o Governo e as organizações sindicais; foi, no entanto, com preocupação que os sindicatos verificaram a ausência de uma posição clara do PS em relação à recuperação total do tempo de serviço que esteve congelado, ainda que, em momento algum, os dirigentes socialistas tenham afirmado ser contra essa recuperação total.

Esta reunião foi, ainda, a oportunidade para colocar outras questões relacionadas com os professores, como sejam o seu estado de exaustão emocional, o envelhecimento do corpo docente das escolas, o processo de municipalização que se avizinha e, ainda, os novos currículos ou o regime sobre inclusão escolar.

Relativamente à recuperação do tempo de serviço, as organizações sindicais reiteraram a intenção de apenas negociar o prazo e o modo de recuperar os 9 anos, 4 meses e 2 dias de congelamento; reafirmaram a necessidade de serem tomadas medidas que regularizem os horários de trabalho e de ser aprovado um regime específico de aposentação; por último, manifestaram preocupações  relativamente à publicação tardia de diplomas legais importantíssimos para a organização e funcionamento das escolas, demonstrando, ainda, preocupações sobre alguns aspetos daqueles diplomas. A saber: regime de inclusão escolar; currículos e regime de avaliação das aprendizagens; despacho normativo de organização do ano escolar.

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Voltar ao Topo