CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
10 jan 2016 / 17:04

Em mais de 90% das escolas já foram pagos os vencimentos mas há ainda professores sem receber qualquer salário

A esmagadora maioria das escolas de ensino artístico especializado já pôs em dia os salários dos seus professores. Todavia, há ainda casos em que nada foi pago aos docentes ou o pagamento foi apenas parcial. Isso acontece em escolas de dança (Setúbal e Tomar) e de música (Ourém, Tomar, Beja, Évora, Monsaraz e Portalegre).

Os motivos são diversos: transferência de verba inexplicavelmente baixa para as escolas; não pagamento de verbas referentes a 2014/15 (POCH) ou mesmo, nas escolas de dança, não pagamento de qualquer verba.

Face a esta situação, a FENPROF:

- Mantém a greve convocada durante mais uma semana, à qual muitos docentes com salário em atraso têm aderido. Há mesmo uma escola em que as aulas estão praticamente paradas;

- Amanhã, dia 11 de janeiro, entregará pré-avisos de greve às direções das escolas que mantêm salários em atraso. Dia 18 de janeiro será, então, levantado o pré-aviso nacional, mantendo-se a greve apenas nas escolas que, nesse dia, ainda não tenham pago os salários em atraso;

- Ainda nesta segunda, dia 11, a FENPROF irá expor ao ministro da Educação estes casos concretos, esperando a resolução urgentes dos problemas que ainda se arrastam;

- Logo que estes problemas se encontrem resolvidos, solicitará ao ME uma reunião para discussão do futuro modelo de ensino artístico especializado, resposta educativa e formativa de grande importância para milhares de crianças e jovens portugueses.

O Secretariado Nacional da FENPROF
10/01/2016


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo