CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
29 set 2011 / 08:58

No Sahara Ocidental o genocídio continua

Decorre neste momento mais um ataque das forças marroquinas em Dajla no Sahara Ocidental perante a passividade da comunidade internacional.

O reino de Marrocos (um regime que oprime e desrespeita os direitos humanos da população saharauí residente no Sahara Ocidental, ilegalmente ocupado desde 1975, violando a decisão do tribunal internacional e desrespeitando a resolução das Nações Unidas de realização de referendo) continua a sua saga colonizadora e assassina no Sahara Ocidental. 

No passado domingo dia 25 de Setembro, foi assassinado o jovem saharaui  Maichan Mohamed Lamin Lehbib de 29 anos, resultado de violentos ataques de colonos marroquinos apoiados por forças policiais marroquinas  contra cidadãos saharauis.

Desde então Dajla encontra-se ocupada pelo exercito e policia marroquina. Nas ruas apenas circulam colonos marroquinos lado a lado com a policia que tem invadido e incendiado casas  e uma escola saharaui. Mais uma vez a força de manutenção de paz da ONU (MINURSO) nada faz para proteger este povo.  

A ACOSOP apela ao governo português que tome uma posição firme em defesa da população saharaui e exija o respeito pelo direito internacional e a resolução das Nações Unidas e reafirma a sua indignação perante mais este ataque contra este Povo, bem como perante o silêncio cúmplice a que este conflito é votado.

Lisboa, 28 de Setembro de 2011
A Direcção da ACOSOP  (Associação de Cooperação e Solidariedade entre os Povos)


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo