FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
 Pela Paz
newsletter 
RSS
27 jul 2015 / 17:54

A FENPROF e a ação pela paz e contra a guerra

  • PELA PAZ E CONTRA A GUERRA, O COLONIALISMO E AS OCUPAÇÕES 


O mundo globalizado, tal como se apresenta hoje, significa, antes de mais, a instituição de um modelo neoliberal de capitalismo que tem feito aumentar o fosso entre ricos e pobres, sejam eles países, povos ou sociedades; Este fosso tem gerado tensões, que mais não visam do que impor uma nova ordem, onde potências imperialistas e potentados económicos se arrogam no direito de decidir sobre os destinos do mundo, sejam eles de natureza política, económica, social ou cultural.


São vários os povos e os países que sofrem agressões quotidianas, ou porque o seu território se encontra ocupado, ou porque são vítimas de bloqueios económicos ou são usurpados da sua soberania; Estas formas de violência política e económica, acompanhada muitas vezes da força bruta das armas, são sumamente injustas para os povos que as sofrem, muitas das vezes sem capacidade para lhes resistir e assim poderem alterar o rumo dos acontecimentos.

A atual e profunda crise do capitalismo avoluma ainda mais os perigos de recurso a soluções de força para defender a sua sobrevivência e os seus interesses de classe, o que faz com que a luta pela paz ganhe hoje uma importância acrescida; Assim, o 11.º Congresso da Federação Nacional dos Professores, reunido nos dias 3 e 4 de Maio de 2013, decide:

1. Manifestar o seu repúdio por todas as formas de opressão e repressão designadamente a dirigida contra, designadamente as dirigidas contra os trabalhadores e os povos;

2. Denunciar o uso hipócrita da defesa dos direitos humanos, como pretexto para justificar intervenções e ocupações militares por potências imperialistas;

3. Exigir a progressiva desvinculação de Portugal da NATO e a dissolução deste bloco político-militar;

4. Exigir a eliminação de todas as armas nucleares;

5. Manifestar o seu apoio a todos os povos que sofrem com a guerra e a opressão, casos do povo Curdo e do martirizado povo Palestiniano;

6. Manifestar o seu inequívoco apoio e solidariedade à justa luta do Povo Saharaui pelos seus direitos políticos, sociais e laborais, que só podem ser livremente exercidos num contexto de liberdade e autodeterminação, direitos expressamente contidos nas Resoluções da ONU sobre o Sahara Ocidental;

7. Manifestar a sua solidariedade com o Povo Cubano, exigir o fim do criminoso bloqueio e a libertação dos cinco cidadãos cubanos presos desde 1998, nos Estados Unidos da América, por defenderem a sua Pátria das ameaças terroristas provenientes deste país;

8. Pugnar pela liberdade de organização sindical e apelar a todas as organizações, sindicais ou outras, para que lutem por um mundo melhor, mais justo, solidário e pacífico, e em defesa de uma Nova Ordem Internacional que coloque o enorme potencial científico e tecnológico que hoje o Homem possui em benefício de toda a humanidade. 

  • Moção apresentada pelo Secretariado Nacional da FENPROF, aprovada no 11º Congresso, 3 e 4 de maio de 2013, Fórum Lisboa

 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Voltar ao Topo