FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
 Campanha Nacional em Defesa da Escola Pública
newsletter 
RSS
13 mai 2013 / 10:45

Campanha nacional em defesa da Escola Pública começou no Porto e segue para Viana do Castelo e Valença

O arranque da iniciativa, que terminará em Lisboa no dia 6 de junho, foi marcado pela intervenção do Secretário Geral da FENPROF, que se referiu à situação que se vive atuamente no ensino e apresentou os objetivos desta campanha nacional dinamizada por uma caravana que esta quarta-feira já estará em Viana do Castelo (praça central entre as 9h00 e as 11h00). Manuela Mendonça, Coordenadora da Direção do SPN e membro do Secretariado Nacional da FENPROF, falou da campanha na região norte.

Na ação realizada na baixa portuense durante a toda a manhã colaboraram o Grupo de Animação Sócio-Cultural da Escola Secundária de Gondomar, o Grupo de Teatro Pé ante Pé, da Escola Secundária da Maia e a Oficina de Robótica da Escola Secundária de Canidelo. Destaque ainda para as exposições com trabalhos de Jardins de Infância e EBIs do distrito do Porto e para a atuação do grupo "Gaitifarra". Foram distribuídos documentos e os postais da campanha para subscrição.Da parte da tarde, a caravana esteve na Póvoa de Varzim.

Mário Nogueira responsabilizou o governo pelo mal que será causado aos portugueses e ao país se estas políticas prosseguirem, defendendo que só com a sua demissão e a convocação de eleições se poderá impedir o desastre. Outra política e outro governo que faça a rutura com estas políticas.

Subfinanciamento e redução 
de professores

A Escola Pública corre sérios riscos com as políticas que têm vindo a ser impostas pelo atual governo. As dificuldades  de organização pedagógica e funcionamento têm vindo a aumentar, devido às medidas aprovadas pelo MEC – à cabeça das quais surge um subfinanciamento crescente, mas também a redução de milhares de professores, os mega-agrupamentos, o aumento de alunos por turma, o empobrecimento curricular, a degradação das condições de trabalho… –, e as escolas ressentem-se disso.

Todavia, apesar do esforço feito por MEC e governo para dificultar a vida das escolas, a Escola Pública, ainda que com grande esforço, continua a responder positivamente às exigências que lhe são colocadas. É com o objetivo de promover a Escola Pública, dando a conhecer o que nela se faz de bom, e é muito, e de envolver a população na defesa deste bem social, que a FENPROF leva por diante uma Campanha Nacional em defesa da Escola Pública. Este campanha arrancou agora (dia 14 de maio, no Porto) e até 6 de junho serão percorrerá todos os distritos e regiões autónomas do país, com Lisboa a ser palco da ação prevista para o último dia.

Nesta campanha procurar-se-á dar destaque ao que é feito nas escolas, o que passará pela exibição de filmes e a realização de espetáculos na rua. Haverá ainda, entre outras iniciativas, exposições, debates, distribuição de folheto à população e recolha de assinaturas, em postal, em defesa da Escola Pública. Dado o grande interesse, atualidade, importância e a dimensão da iniciativa, apela-se à comunicação social para que a acompanhe e divulgue.


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Voltar ao Topo