CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
02 dez 2019 / 21:37

Desinvestimento dos governos põe em causa o direito universal à educação pré-escolar

Conferência de Imprensa

4 de dezembro (quarta feira) – 15.00 horas – Lisboa (sede da FENPROF) 

A Educação Pré-escolar é a primeira etapa da Educação Básica, assumindo-se, cada vez mais, como essencial para o processo de socialização e para o desenvolvimento integral da criança. É, pois, a partir desta premissa e do estudo realizado pela FENPROF sobre a oferta pública e privada de educação pré-escolar que esta Federação decidiu tornar públicos esses dados e as suas exigências nesta matéria. Ora, é possível constatar que é claro o desinvestimento dos últimos governos na Educação Pré-escolar Pública, bem como a ausência de políticas de alargamento da rede pública de estabelecimentos. No sentido de contrariar essa tendência negativa, a FENPROF está a realizar reuniões com direções de agrupamentos e autarquias, sensibilizando para a importância de uma dinâmica que inverta a situação.

Com esta Conferência de Imprensa, na qual participarão, para além de dirigentes de todos os sindicatos da FENPROF, o Secretário-Geral e a Coordenadora Nacional da Educação Pré-Escolar, a FENPROF apresentará os resultados do estudo realizado e das reunião com autarcas e direções de agrupamentos já realizadas, e pretende alertar para a necessidade de planeamento da rede de modo a diminuir as assimetrias entre a rede pública e privada, e denunciar a insuficiente oferta da educação pré-escolar pública nos meios urbanos, bem como aquilo que constitui um duplo financiamento do Estado ao financiar de forma desnecessária a rede solidária ou privada.

Nesta iniciativa com os órgãos de comunicação social, a FENPROF irá, ainda, pronunciar-se sobre os dados vindos a público que fazem de Portugal um recordista do tempo de permanência das crianças em creche/jardim de infância, mais 10 horas semanais em média do que a média dos restantes países da União Europeia.

Certos da atenção dos/as senhores jornalistas, esperamos poder contar com a sua presença.

Cordiais Saudações

O Secretariado Nacional


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo