CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
29 jan 2018 / 11:26

Horários de trabalho e aposentação são tema de discussão com Ministério da Educação, com vista a preparar processos negociais

Horários de trabalho e envelhecimento são dois dos principais fatores de desgaste dos profissionais docentes. Na sequência da negociação e da luta desenvolvidas no primeiro período letivo, os professores conseguiram que, finalmente, o Ministério da Educação revelasse abertura para iniciar uma discussão que deverá culminar com a realização de dois processos negociais: um referente aos horários de trabalho, no sentido de, finalmente, toda a atividade a desenvolver diretamente com alunos integrar a componente letiva; outro, com vista à aprovação de um regime específico de aposentação dos professores e educadores. Esta discussão terá início amanhã, terça-feira, dia 30 de janeiro, pelas 9:30 horas no Ministério da Educação.

O desgaste dos professores, porém, não se resume aos fatores antes identificados, ainda que estes sejam dos mais importantes. A FENPROF pretende saber tudo o que se passa com o corpo docente: razões do desgaste, consequências na atividade docente, problemas para a vida pessoal dos professores. Nesse sentido, FENPROF e Universidade Nova de Lisboa assinaram um protocolo, no âmbito do qual uma equipa de investigadores, coordenada por Raquel Varela, vai efetuar o maior e mais completo estudo já realizado em Portugal sobre esta temática. Hoje, ainda, será convocada uma Conferência de Imprensa em que este importantíssimo estudo será apresentado publicamente.

 

O Secretariado Nacional


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo