CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
09 fev 2005 / 11:46

Concurso arranca a 14 de Fevereiro

O concurso de professores para o próximo ano lectivo arranca a 14 de Fevereiro, com a primeira inscrição obrigatória, seguida de candidatura electrónica que decorrerá entre 7 de Março e 15 de Abril. O anúncio foi feito pela ministra da Educação, que rejeitou qualquer responsabilidade sobre os problemas ocorridos no anterior concurso.

Em conferência de imprensa para anunciar o arranque do concurso, a ministra da Educação adiantou que as primeiras listas provisórias serão publicadas em Maio.

Já as listas definitivas, de acordo com Maria do Carmo Seabra, serão publicadas em Julho e as colocações na terceira semana de Agosto.

A titular da pasta da Educação indicou ainda que, a partir desta quinta-feira, os professores podem já aceder a uma demonstração do formulário da inscrição, disponível na página da Direcção dos Recursos Humanos de Educação.

Todo o processo, acrescentou, será feito por via electrónica, pelo que o Ministério da Educação montou uma estrutura de 795 ciberpontos para acesso à Internet, com uma média de três computadores cada, e 85 centros com sete computadores cada.

Ministra descarta responsabilidade
no anterior concurso


Relembrando os problemas ocorridos no anterior concurso, Carmo Seabra rejeitou qualquer responsabilidade.

«Efectivamente não concebi o modelo do concurso, não seleccionei a empresa que o conduzia, nem escolhi os responsáveis no Ministério da Educação pela sua implementação», explicou a ministra, numa alusão ao anterior processo.

Confrontado com as garantias da ministra da Educação, José Manuel Costa, da FENPROF, mostrou-se cauteloso, sublinhando que «o melhor é esperar para ver».

TSF, 27/01/2005

*

O concurso de professores para o próximo ano lectivo arranca no próximo dia 14 de Fevereiro. O site da Direcção-Geral dos Recursos Humanos de Educação já disponibiliza uma demonstração do formulário da inscrição.

Em conferência de imprensa, a ministra da Educação, Maria do Carmo Seabra, anunciou que o concurso de professores 2005/2006 vai iniciar-se no dia 14 de Fevereiro com uma primeira inscrição obrigatória, seguida da candidatura electrónica que decorrerá entre 07 de Março e 15 Abril.

Tal como já tinha sido anunciado, as primeiras listas provisórias serão publicadas em Maio, as definitivas em Julho e as listas de colocações definitivas na terceira semana de Agosto. Todo o processo decorrerá por via electrónica, tendo sido preparada uma estrutura de 795 ciberpontos para acesso à Internet, com uma média de três computadores cada, e 85 centros com sete computadores cada. Neste momento, já é possível aceder a uma demonstração do formulário da inscrição, disponível na página da Direcção-Geral dos Recursos Humanos de Educação ( www.dgrhe.min-edu.pt ).

Entre 14 de Fevereiro e 1 de Março, os candidatos terão de fazer uma inscrição obrigatória, via Internet, para poderem receber o código de acesso que lhes permitirá fazer a candidatura. Até ao final da primeira semana de Março, os candidatos receberão pelo correio o login e a password de acesso. A candidatura inicia-se no dia 7 de Março, decorrerá em três fases para estabilizar o fluxo de acessos à Internet, e termina a 15 de Abril.

Maria do Carmo Seabra rejeitou qualquer responsabilidade em relação aos problemas verificados com o concurso do ano passado, mas assumiu toda a responsabilidade em relação ao processo actual: "Foi preparado por mim e pela minha equipa desde o seu início, conduzido por pessoas que eu própria escolhi, da minha total confiança técnica e política, e com o apoio de uma empresa que deu já provas de ser de uma competência inquestionável".

A empresa responsável por todo o processo, a ATX, é a mesma contratada pela ministra para resolver os problemas registados no concurso para o recrutamento de professores para o ano lectivo em vigor, de 2004/2005.

Por estas razões, a ministra afirmou estar em condições de assegurar que, com a sua equipa, o ano lectivo de 2005/2006 se iniciará "em paz", com todos os docentes atempadamente colocados nas escolas. Ressalvou, no entanto, que, caso se registe uma mudança de Governo nas próximas eleições legislativas, desconhecerá como irá decorrer todo o processo.

A preparação do concurso de 2005/2006, explicou, iniciou-se a 18 de Outubro, tendo sido feitas alterações ao modelo anterior, entre as quais a decisão de realizar um concurso integralmente por via electrónica e alterar a ordem de prioridades na colocação, colocando os docentes com condições específicas (razões de saúde, por exemplo) depois dos quadros de zona pedagógica.

O novo concurso envolveu o investimento de 240 mil euros em material informático de hardware e outros 400 a 500 mil para o desenvolvimento de todo o processo. O Ministério investiu em três áreas: nos formulários electrónicos, para a inscrição e para a candidatura, na criação de suporte físico adequado à candidatura electrónica e no equipamento informático para garantir a possibilidade de acesso em simultâneo dos 100 mil candidatos.

"Os formulários foram muito simplificados, têm diversos alertas para permitir inconsistências, incluem relações lógicas que permitem o preenchimento automático dos campos, têm procedimentos de validação automática que obrigam o candidato a realizar as alterações até a candidatura ficar correcta", garantiu Maria do Carmo Seabra.

www. educare.pt, 28/01/2005


 

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo