CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
14 ago 2007 / 00:00

Antecipação do concurso para 1 de Agosto deve prevenir eventuais prejuízos dos professores, alerta a FENPROF

O Ministério da Educação só no fim de semana divulgou oficialmente a data de início do concurso para colocação de professores para 2007/2008 (contratação, afectação dentro dos QZP e destacamentos por horário-zero). De acordo com informação anterior, que constava no site da DGRHE/ME, este concurso deveria ter o seu início a 6 de Agosto, contudo, sabe-se agora, começa já no dia 1 (quarta-feira).

A FENPROF nada tem a obstar relativamente à antecipação dos prazos do concurso - aliás, desde o início que criticou a realização do concurso em pleno mês de Agosto. No entanto, considera que esta divulgação deveria ter sido feita atempadamente para que nenhum candidato pudesse ser prejudicado. O problema maior desta antecipação só agora divulgada, decorre do facto de os professores se encontrarem em pleno período de férias, podendo alguns estar incontactáveis.

A este problema acresce o facto de os docentes que terão de se candidatar a destacamento por ausência de componente lectiva ("horário-zero"), tendo de ser notificados pelas escolas na sequência da distribuição de serviço para o próximo ano, só depois de receberem a notificação é que saberão da necessidade de concorrerem.

A FENPROF não exige que o concurso se inicie a 6 de Agosto, concordando com a antecipação para dia 1. Mas considera que, excepcionalmente, deverão aceitar-se as candidaturas apresentadas pelos professores até dia 10 de Agosto, prazo que, até agora, fora oficiosamente divulgado pela DGRHE/ME. Esta situação excepcional justifica-se pelo facto do concurso se realizar em pleno período de férias dos professores e educadores.

O Secretariado Nacional da FENPROF
30/07/2007

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo