CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
04 jun 2008 / 17:04

Educação Especial em conferência de imprensa nesta sexta-feira, dia 6

Por razões exclusivamente economicistas e, essencialmente, orientadas para a redução do número de professores no sistema, o Ministério da Educação está a retirar apoios a milhares de alunos com necessidades educativas especiais (NEE).

Peça-chave da sua estratégia é a utilização da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (vulgo, CIF) para decisão da elegibilidade de alunos referenciados com NEE para os serviços de Educação Especial.

Sobre essa decisão do ME, a Sociedade Portuguesa de Neuropediatria e o Colégio de Neuropediatria já tomaram posição conjunta de rejeição; o Centro de Desenvolvimento da Criança do Centro Hospitalar de Coimbra, sedeado no Hospital Pediátrico de Coimbra, considerou inadequado e um equívoco o uso da CIF para fins educativos; médicos neuropediatras recusam a responsabilidade de decidir quem ficará excluído dos serviços de educação especial, considerando que a CIF "não foi criada com o objectivo de definir critérios de elegibilidade para fins educativos".

Mas o Ministério da Educação não hesita e, na sua ânsia de reduzir para 1.8% a taxa de incidência de alunos considerados com NEE, impõe a utilização da CIF, pressiona as escolas e, tendo já excluído milhares de crianças e jovens do apoio, prepara-se para alargar esse número, numa atitude que constitui um verdadeiro atentado à Escola Pública Inclusiva.

Na véspera de mais uma acção de propaganda do ME à utilização da CIF e quando começam já a surgir empresas que prometem apoiar os milhares de alunos a quem são negados os apoios de que necessitam, a FENPROF divulgará documentos oficiais que reforçam a inadequação deste instrumento de classificação clínica para fins educativos, denunciará, com números, as consequências da aplicação da CIF e tornará públicas as iniciativas que desenvolverá, nos planos nacional e internacional, com a finalidade de dar conta das suas preocupações e criar pressão sobre o ME e o Governo no sentido de alterarem a sua posição. É nesse sentido que promove a seguinte:

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

"COMO O M.E., UTILIZANDO A CIF, ATENTA GRAVEMENTE
CONTRA A ESCOLA PÚBLICA INCLUSIVA"

6 de Junho (6.ª feira) ? 11 horas

Sede da FENPROF (Rua Fialho de Almeida, n.º 3)

Com a presença dos dirigentes que integram a Coordenação Nacional para a Educação Especial e do Secretário-Geral da FENPROF, bem como de dirigente nacional da APD


Dada a importância do tema em questão, apela-se à presença dos(as) Senhores(as) Jornalistas nesta Conferência de Imprensa.

O Secretariado Nacional da FENPROF
4/06/2008


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo