CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
18 mar 2020 / 12:39

Morreu Pedro Barroso. Tinha 69 anos.

Pedro Barroso foi Professor de Educação Física. Comunicador e homem de uma grande sensibilidade, deu à música, ao teatro, à poesia e à pintura tudo o que tinha para dar, sempre com a preocupação de despertar consciências e sentimentos positivos. Passou pela rádio foi um dos rostos das Campanhas de Dinamização Cultural do Movimento das Forças Armadas (MFA), no pós-25 de Arbil, atuando em todo o país.

Nunca escondeu a sua oposição ao Estado Novo e ao regime salazarista. Cantor da Liberdade gravou o seu primeiro LP, Lutas Velhas, Canto Novo, em 1976, depois de Trova-dor, um EP de 1971.

Como outros que nunca enjeitaram uma ação solidária, esteve com a FENPROF na Campanha “Uma Escola Para Timor”, que foi construída como centro comunitário, tendo hoje um papel mais abrangente no plano educativo e social.

Deixemos agora algumas impressões que encontradas pelas redes sociais transmitem o respeito de todos nós pelo Homem que lembrou que “Vive quem Canta”, porque no Canto e na Alma  “vai um País”.

- “Se a poesia pudesse ser materializada teria certamente em Pedro Barroso a voz, ele que emprestou a sua voz a uma luta por uma outra sociedade.”

- "Convicto de que «em cada um de nós nasce um artista lá dentro», viveu «criando rebeldia» e lembrando, a quem o escuta, que «nunca é tarde demais para viver/nunca é tarde demais para exigir»."

 

Em nome de todos os Professores, Educadores e Investigadores portugueses, Pedro, o nosso enorme abraço e agradecimento!


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo