CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
10 mai 2013 / 16:35

Caravana em defesa da Escola Pública

Por uma Escola Pública Democrática, Inclusiva, de Qualidade e Universal, será, também, o tema de uma Conferência de Imprensa no dia de arranque da Campanha, no Porto, às 10H30, com a presença do Secretário Geral da FENPROF, Mário Nogueira. 

O Governo PSD-CDS estabeleceu como medida estratégica para esta legislatura reduzir ao mínimo o papel do Estado no que a Constituição da República define como sendo suas funções sociais.

Educação, Saúde e Segurança Social públicas estão, pois, na mira deste governo, mas também do FMI/BCE/UE, e as medidas que concretizam esse objetivo desenvolvem-se a partir da redução brutal dos seus recursos humanos. Em nome de uma redução da despesa, única forma adotada para controlar as finanças do Estado, as medidas multiplicaram-se em dois anos: fusão de serviços, redução da capacidade de oferta pública, corte no financiamento e no investimento e, decorrendo da situação gerada, despedimentos ou aumento da precariedade laboral, redução de salários e subsídios, aumento do horário de trabalho, abatimento na retribuição do serviço extraordinário e destruição das carreiras, entre outras medidas negativas.

A Escola Pública é, assim, um dos alvos a atingir e a sua privatização ou concessão a privados são o objetivo apontado pelo atual governo, cuja resistência, contudo, que as populações e o movimento sindical têm imprimido, tem conseguido, em parte, combater e evitar.

A FENPROF determinou, assim, no seu 11.º Congresso, a necessidade de realizar uma grande campanha de esclarecimento e mobilização do país em defesa da Escola Pública, percorrendo-o em toda a sua dimensão (continente e regiões autónomas) numacaravana que será, para além de um momento de debate e valorização deste segmento da vida democrática do país, uma grande mostra do papel determinante da Escola Pública no desenvolvimento nacional, cultural, educativo, económico e civilizacional.

A partir de terça-feira, 14 de maio e até 6 de junho, o país será percorrido por uma caravana que integrará exposições temáticas, projeção vídeo de depoimentos de pessoas publicamente reconhecidas, a subscrição de um protesto individual, distribuição de informação à população, espetáculos, exposições de escolas, debates e concentrações em defesa da Escola Pública, iniciativas que engrandecem o país e a democracia.

Esta iniciativa, que começará no Porto, às 9H00, na Praça da Liberdade, e terminará em Lisboa em 6 de junho, na Praça da Figueira, vai passar por todos os distritos do continente e nas regiões autónomas, segundo o seguinte calendário:

Dia

 Da semana

 Distrito

Maio

  

14

Terça-feira

Porto

 

15

Quarta-feira

Viana do Castelo

 

16

Quinta-feira

Braga

 

17

Sexta-feira

Bragança

 

20

Segunda-feira

Vila Real

 

21

Terça-feira

Viseu

 

22

Quarta-feira

Aveiro

 

23

Quinta-feira

Coimbra

 

24

Sexta-feira

Guarda

 

27

Segunda-feira

Castelo Branco

 

28

Terça-feira

Leiria

 

29

Quarta-feira

Regiões Autónomas  e Santarém

 

30

Quinta-feira

Portalegre

 

31

Sexta-feira

Évora

 

Junho

 

3

Segunda-feira

Beja

 

4

Terça-feira

Faro

 

5

Quarta-feira

Setúbal

 

6

Quinta-feira

Lisboa

 

 

No sentido do conhecimento mais profundo do que será a realização desta Campanha em cada distrito, a página eletrónica da FENPROF publicitará:

  • o programa e o horário das atividades a ele associadas;
  • o horário da emissão em direto que poderá ser assistida na página da FENPROF;
  • imagens e textos de reportagem da Campanha, ao longo dos 23 dias em que ocorrerá.

Por uma Escola Pública Democrática, Inclusiva, de Qualidade e Universal, será, também, o tema de uma Conferência de Imprensa no dia de arranque da Campanha, no Porto, às 10H30 com a presença do Secretário-Geral da FENPROF, Mário Nogueira.

O Secretariado Nacional da FENPROF
10/05/2013 

 

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo