CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
28 fev 2011 / 20:01

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém

Reunião Sindical realizada no dia 22 de Fevereiro de 2011

Texto aprovado:

Em reunião sindical, no Agrupamento de Escolas de Santo André, realizada no dia 17 de Fevereiro de 2011,  os professores e educadores presentes consideram que:

  • O modelo de avaliação do desempenho docente em vigor não tem caracter formativo, destina-se, essencialmente, a garantir a progressão na carreira. Não devendo ser esse o objectivo principal, agora deixa mesmo de ter qualquer sentido dado que, de acordo com o Orçamento de Estado  aprovado, a progressão na carreira foi suspensa e a contagem  do tempo de serviço congelada, desde  o mês de Janeiro;

  • O modelo de avaliação do desempenho docente não é exequível, razão por que o ME, para que o mesmo se aplique, enviou  por e-mail orientações, para algumas escolas  (em resposta a questões postas), que a serem adoptadas, obrigam à prática de ilegalidades, como é o exemplo da possibilidade de docentes que a lei impede de serem relatores serem obrigados a exercer tal actividade;

  • O regime de avaliação a ser implementado, perturba fortemente o funcionamento das escolas e cava conflitos que são de todo indesejáveis.

Entendem os professores que o Ministério da Educação deve suspender de imediato a aplicação do actual regime de avaliação do desempenho docente podendo a avaliação deste período de tempo (2010/11) ser realizada através de um processo semelhante ao da “apreciação intercalar”, prolongando-a até 31 de Agosto de 2011 e alargando-a a todos os docentes.

Deverá, entretanto,  iniciar-se, rapidamente, o processo negocial previsto para o final do ano lectivo com vista à alteração do  modelo de avaliação do desempenho docente.

Publicado em www.fenprof.pt no dia 28 de Fevereiro de 2011

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo