CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
21 jul 2020 / 14:03

FENPROF entregou mais de 3 mil postais e um documento reivindicativo de professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico no Ministério da Educação

A FENPROF entregou esta terça-feira no Ministério da Educação mais de três mil postais e um documento sobre o exercício da profissão docente no 1º Ciclo do Ensino Básico, que inclui, entre outros aspetos, preocupações com o retorno às aulas em setembro. O documento aborda, ainda, as condições de trabalho dos docentes deste nível de ensino, relativamente aos quais o programa do governo prevê, sem concretizar, criar condições para, nos últimos anos de atividade, exercerem funções distintas das exercidas.

Mário Nogueira lembrou que esta foi uma promessa eleitoral, que foi incluída, depois, no programa de governo, mas que, até hoje, não foi apresentada qualquer proposta e não foi tomada nenhuma medida concreta. Os postais, que relembram ao governo a promessa feita, foram recolhidos nas escolas apenas nas duas primeiras semanas de março, imediatamente antes do encerramento, pelo que, em breve e à falta de respostas, os docentes deste setor de ensino prometem voltar ao ME, trazendo os muitos milhares de postais que ainda não foi possível recolher.

Em declarações aos jornalistas, o Secretário-geral da FENPROF insistiu, ainda, na necessidade de serem garantidas as condições de segurança nas escolas no início do próximo ano letivo, declarando que «os professores não vão ser “carne para covid”».

 

O Secretariado Nacional


 


Intervenção de Albertina Pena, Coordenadora Nacional do 1º Ciclo do Ensino Básico

 

 


Intervenção de Mário Nogueira, Secretário-Geral da FENPROF

 



 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo