CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
25 out 2006 / 00:00

Os Sindicatos não se vendem - A dignidade dos docentes não se abate

"Ou negoceiam honradamente com a Plataforma de Sindicatos de Professores, ou a luta continua", garantiu Paulo Sucena na conferência de imprensa realizada na tarde de 20 de Outubro, em Lisboa.

Depois da reunião com o ME do passado dia 19 e da leitura das propostas que aí foram divulgadas pelo Ministério e analisadas também as declarações do Secretário de Estado Adjunto e da Educação, as 14 organizações que integram a Plataforma Sindical vieram sublinhar junto da opinião pública em geral e dos educadores e professores em particular que não cedem a chantagens e que, em unidade, tomarão as iniciativas que forem necessárias em defesa da dignidade profissional.
Trata-se, para já, como realçou Paulo Sucena de uma "resposta política" a uma "atitude política do ME". O porta-voz da Plataforma explicou aos jornalistas que os pormenores de natureza negocial só serão abordadas pelos sindicatos na próxima quarta-feira, dia 25, data da próxima reunião com o ME.
O secretário-geral da FENPROF leu e comentou uma declaração ("Os Sindicatos não se vendem. A dignidade dos docentes não se abate"), informou que a Plataforma volta a reunir na segunda-feira, dia 23, e sublinhou que "num curtíssimo espaço de tempo" (até 6 de Novembro) o abaixo-assinado Não à chantagem, sim à negociação!, agora lançado, irá recolher nos estabelecimentos de ensino de todo o País milhares de assinaturas (o dirigente sindical apontou uma meta de 60 000), iniciativa que reafirmará a rejeição dos educadores e professores às propostas até agora divulgadas pelo ME de revisão do ECD, ao mesmo tempo que condenará atitudes de arrogância e de chantagem, impróprias "no Portugal democrático em que vivemos".
Um grande plenário de professores com deslocação para o ME, na Av. 5 de Outubro, para entrega de uma moção e um conjunto de diligências a afectuar pela Plataforma junto de órgãos de soberania, são outras das acções anunciadas e em relação às quais os sindicatos divulgarão brevemente  mais pormenores. JPO


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo