CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
29 set 2014 / 09:18

Insensibilidade e falta de respeito do Governador do Banco de Portugal

“A CGTP-IN sempre defendeu que os trabalhadores com longas carreiras contributivas (40 ou mais anos) possam aceder à reforma, independentemente da idade, sem  qualquer penalização. Para além desta medida, a CGTP-IN defende ainda uma política de trabalho que adapte o trabalho ao longo do ciclo de vida das pessoas e que  nomeadamente considere: a melhoria e a adaptação segundo a idade das condições de trabalho, a formação contínua nos locais de trabalho, a saúde e a segurança no  trabalho, a transmissão de conhecimentos entre trabalhadores de várias gerações, a  reparação dos acidentes de trabalho e doenças profissionais, a reposição da idade legal  da reforma aos 65 anos, a revogação do factor de sustentabilidade e a valorização no  cálculo das reformas das longas carreiras contributivas” 

Ver reação da CGTP-IN

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo