CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
03 jun 2006 / 00:00

FENPROF exigiu à Ministra da Educação a suspensão do despacho do Secretário de Estado

A FENPROF solicitou em carta, dirigida à Ministra da Educação, a suspensão do despacho interno de 4/4/2006, do Secretário de Estado da Educação, que obriga os professores doentes, destacados das suas escolas para outras próximas da sua área de residência e do local de tratamento, a abandonarem as escolas em que se encontram destacados.

Na mesma carta a FENPROF propõe o regresso dos professores às escolas de destacamento e disponibiliza-se para encetar um processo negocial que preveja esta forma de mobilidade para situações em que tal se revele necessário.

Para a FENPROF a questão fundamental neste processo não é a legalidade, mas os problemas humanos, pedagógicos e organizacionais que se colocam, sendo profundamente reprovável a insensibilidade revelada pelo ME neste processo, autorizados a usufruir de destacamento desde 1 de Setembro de 2005 a 31 de Agosto de 2006 (um ano escolar) mas vêem agora interrompido, sem sentido e de um dia para o outro, o seu destacamento.

Neste processo colocam-se também questões de ordem pedagógica, uma vez que muitos desses docentes assumem, desde 1 de Setembro, importantes responsabilidades nas escolas em que efectivamente se encontram, ficando estas, agora, sem capacidade de resposta para solicitações importantíssimas que se lhe colocam.

A FENPROF denuncia e lamenta mais esta situação que confirma a forma como esta equipa ministerial desconsidera e maltrata os professores e educadores portugueses.

                                                                        20/04/2006  O Secretariado Nacional

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo