CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
13 nov 2018 / 17:45

Diz não às plataformas de denúncia de professores!

Sindicatos da educação alemães (GEW e VBE) levantam a sua voz pela liberdade e autonomia profissional dos professores e apelam à solidariedade dos professores de todo o mundo!

 

Em Hamburgo, Berlin e Baixa Saxónia, o partido de extrema-direita alemão “Alternativa para a Alemanha (AfD)” criou recentemente portais para denúncia de professores críticos deste partido e da sua actividade.

O mesmo está a acontecer noutros países, como na Holanda, e, tal como na Alemanha, o objectivo é que sejam reportadas a estes partidos de extrema-direita quem diz mal da sua política.

A GEW recomenda aos seus membros que não se deixem atemorizar, e tudo façam para deter o avanço destas iniciativas, demonstrando o seu comprometimento com valores universais que combatam a repressão e afirmem o direito à liberdade de opinião.

A VBE destaca a importância da oportunidade de lidar com questões controversas e sensíveis entre os professores e seus alunos nas escolas, sob os princípios da liberdade académica e da isenção, a fim de promover o pensamento crítico, o diálogo intercultural e a compreensão mútua. Nestes casos, o que estas organizações de extrema-direita sugerem é que alunos e famílias usem essas plataformas para expor os professores, online, nessas plataformas

A FENPROF considera perigosos os avanços que se verificam um pouco por todo o mundo, assentes num discurso populista que esconde objectivos repressivos e de ataque aos mais elementares direitos de cidadania, de tendência xenófoba, racista e segregacionista, dirigida a democratas e aos cidadãos em geral.

Este combate contra o medo é fundamental e por isso, a FENPROF apela aos professores portugueses que não deixem de ser solidários com os seus colegas estrangeiros, apoiando as suas iniciativas neste combate.

Para esse efeito, a secção de educação do Comité Sindical Europeu de Educação disponibiliza, na sua página, uma petição que se apela a que seja profusamente divulgada e subscrita: 

 

https://www.csee-etuce.org/en/news/archive/2808-say-no-to-teachers-denunciation-platforms-gew-and-vbe-raise-their-voice-for-teachers-freedom-and-professional-autonomy


 

Assina em:

#MeinLehrerFetzt

 

Texto da petição (tradução para português)

 

#OMeuProfessor – Agradecer em vez de Denunciar!

 

Horroriza-nos o facto de em 2018 se intimidarem e silenciarem pessoas, se restringir a liberdade de ensino e se incitar os jovens a fazer denúncias. 

"CorrerAtrásdoMeuProfessor" e "EscolasNeutras" 

Em Hamburgo, Berlim e Baixa Saxónia, o partido de extrema-direita alemão “Alternativa para a Alemanha” (AfD) criou portais para denúncia de professores críticos deste partido e da sua actividade e para evitar o debate de cariz político nas escolas alemãs. 

Eu não quero viver num país onde as pessoas são espiadas e denunciadas por outras pessoas. Não precisamos de relatórios descritivos da ideologia de cada um, cujo objetivo é intimidar e silenciar os dissidentes. 

Porque - e parece incrível ter que sublinhar isto - nós ainda vivemos num estado democrático! 

Ao subscrever esta petição, expresso a minha solidariedade com os professores da Alemanha e agradeço-lhes a sua contribuição e empenho na transmissão e promoção dos valores democráticos e diversidade social. 

Ao mesmo tempo, apelo ao ministério da Educação alemão que analise e explore todas as possibilidades legais que possam impedir estas denúncias políticas.


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Voltar ao Topo