CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
21 mai 2018 / 14:51

FENPROF saúda todos os Professores e Educadores que deram voz ao protesto e à exigência de profissionais que reclamam respeito

A FENPROF saúda todos os Professores e Educadores que no dia 19 de maio deram corpo à grandiosa manifestação realizada, deixando um seriíssimo aviso ao governo de que o desrespeito pelos compromissos que assumiu não é tolerado, pois constitui um enorme desrespeito pela vida profissional dos professores, designadamente quanto à sua carreira, às suas condições de trabalho, incluindo o horário semanal, ao seu bem-estar físico, psíquico e psicológico, à sua estabilidade de emprego e profissional, às transparência, justiça e legalidade em concursos que são determinantes para a vida dos professores. 

Os professores e educadores que desfilaram no coração de Lisboa, mas também no Funchal e em Ponta Delgada, deram ainda mais força às organizações sindicais de professores. A FENPROF, enquanto organização mais representativa dos professores em Portugal, assume as suas exigências e protesto, levando-as para as reuniões que se aproximam, em particular para a que se realizará com o Ministro da Educação em 4 de junho, a partir das 9:30 horas. Uma reunião em que a FENPROF honrará o mandato que lhe foi conferido pelos 50.000 professores presentes que, por aclamação, aprovaram uma Resolução que será o seu guião para esta reunião. Tempo de serviço (9A 4M 2D), aposentação, horários de trabalho, concursos, incluindo vinculação extraordinária, mobilidade interna e AEC e progressão aos 5.º e 7.º escalões serão aspetos em relação aos quais terão de haver respostas concretas, ou seja, que sejam soluções para os problemas e que prevejam prazos para a sua concretização que ponham fim à dilação a que se tem assistido. 

Também muito importante será a Audição ao Ministro promovida pela Comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República na próxima quarta-feira, dia 23 de maio, certamente para o confrontar com os problemas que afetam os profissionais da Educação e que, carecendo de resolução, tenderão a agravar-se. Como a FENPROF já fez saber aos Senhor Presidente desta comissão parlamentar, os seus dirigentes pretendem assistir à audição para conhecer, em primeira mão, as justificações, os esclarecimentos e, principalmente, os propósitos de Tiago Brandão Rodrigues. 

Se o significado da Manifestação do passado sábado tiver sido devidamente compreendido pelo Governo, decerto o Ministro da Educação, em 23 de maio e em 4 de junho, estará habilitado não só a esclarecer dúvidas, como, principalmente, a acolher propostas e a garantir soluções. Veremos se é essa a vontade política do Governo!

 

O Secretariado Nacional


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Voltar ao Topo