CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
19 abr 2011 / 14:21

FENPROF realizou reunião nacional com professores contratados

Aproveitando a interrupção lectiva, a FENPROF promoveu, a 15 de Abril, uma reunião nacional com comissões e professores contratados dos diferentes sindicatos da Federação.

A discussão teve duas vertentes principais: a gravíssima eliminação de horários de trabalho docente que o Governo quer fazer para o próximo ano lectivo, visando a retirada de milhares de professores às escolas; a necessidade de aprofundar a intervenção e a luta dos professores, em particular dos contratados, de forma a dificultar e contrariar as intenções do Governo.

As medidas já conhecidas para eliminar postos de trabalho anunciam o afastamento maciço de professores a partir de Setembro. As fragilidades decorrentes da precariedade injustamente imposta a milhares de professores contratados, mesmo aos que já têm muitos anos de serviço, tornam-nos no alvo mais fácil das opções políticas comungadas entre o Governo, o partido que o suporta e outras forças políticas que, no fundamental, seguem o mesmo rumo.

Sindicatos empenhados

Perante isto, é insubstituível a intervenção dos professores contratados em defesa do seu futuro profissional, incluindo o direito ao emprego, que coincide largamente com a defesa da escola pública, cada vez mais em risco face a opções como as da maciça eliminação de horários. A FENPROF e os seus sindicatos estão fortemente empenhados nestes combates, sublinhando que a força deles depende da participação dos/as colegas contratados/as na defesa colectiva do seu próprio futuro.

As próximas semanas, também as da campanha eleitoral, serão da maior importância para prosseguir e aprofundar a acção contra as medidas decididas pelo governo agora demissionário. A atenção e a movimentação dos professores contratados serão sinais da rejeição daquelas medidas e mostrarão que as forças políticas que nelas insistirem terão de confrontar-se com uma contestação cada vez mais forte, desde logo daqueles/as que as opções mais grosseiras de contenção de gastos pretendem afastar das escolas. A cada dia que passa, é mais urgente passar estas mensagens de inconformismo consequente.

Consciencialização

Na reunião promovida pela FENPROF foram identificados alguns dos factores que têm dificultado uma maior – e tão necessária! – participação dos/as colegas contratados/as na luta pelo seu próprio futuro. Para além do que a FENPROF e os seus sindicatos continuarão a fazer para a aumentar, reconheceu-se como decisiva a consciencialização de cada um/a do impacto previsível das opções políticas que, por enquanto, estão a ser seguidas e da possibilidade real que existe de alterarmos, em conjunto, as condições para a concretização de tão erradas opções, dificultando-as ou mesmo impedindo-as.

Como muitas vezes já aconteceu no passado, a acção colectiva dos trabalhadores - a sua luta, quando é forte – influencia de forma determinante o rumo dos acontecimentos. Sendo verdade que se aproximam eleições que poderão ser de grande significado para corrigir o errado rumo que ameaça milhares de professores/as contratados/as e as escolas onde trabalham, é urgente concretizar a ideia de que o envolvimento de cada um/a na luta que é de muitos/as é um passo imprescindível para alterar o rumo dos acontecimentos.

O SN da FENPROF

 

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo