CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
14 nov 2013 / 15:37

Palavras bem expressivas

Da tribuna improvisada na placa central da "5 de outubro" saíu música e canto, mas sairam também palavras bem expressivas.
Aqui ficam algumas (seleção e tratamento JPO):

  • "Estão a transformar Portugal no país mais triste da Europa, o velho continente. País sem cultura é um país triste..." 
  • "A estabilidade é fundamental nestas escolas! Os alunos não querem e não podem mudar de professor de um momento para o outro..."
  • "Precários somos todos! Vivemos situações terríveis de precariedade laboral tanto no público como no privado"
  • "Trabalhamos com condições contratuais degradadas. Muitos colegas não têm contratos assinados. Tiraram-nos a Caixa Geral de Aposentações (CGA). O que é que nos vão tirar mais, além dos cortes nos salários, situação que afeta toda a gente?..."
  • "Uma sociedade com professores precários é uma sociedade precária"
  • "O que está a acontecer com os docentes das escolas de ensino artístico especializado e dos conservatórios é, em primeiro lugar, uma enorme falta de respeito pelas pessoas enquanto cidadãos e trabalhadores, pelas instituições envolvidas e pelo país"
  • "Não se pode continuar a fingir que estes docentes não existem ou que não fazem falta nas suas escolas"
  • "Esta mobilização, patente aqui, frente ao MEC, é para ir até ao fim. Até à resolução destes problemas"
  • "A situação grave e injusta que vivem hoje estes docentes sem vínculo é, sem qualquer dúvida, o problema mais grave do ensino artístico  no nosso país"
  • "Muitos colegas ficaram de fora dos concursos nacionais. Isto é uma injustiça!"
  • "Desvalorizar e deixar o ensino artístico para trás tem sido uma imagem de marca das políticas do Ministério da Educação desde há vários anos"
  • "Uma das consequências das políticas atuais do MEC de Nuno Crato pode ser o afastamento e a redução do número de alunos do ensino artístico..."
  • "Temos em vários pontos do país escolas do ensino artístico a precisarem de obras urgentes de restauro e manutenção, nalguns casos configurando situações preocupantes, com telhados em adiantado estado de degradação..."
  • "Que resultados obteria Nuno Crato se fosse obrigado a fazer uma prova de acesso no retorno ao Tagus Park?"
  • "Os professores sem vínculo representam atualmente 60 por cento do total das necessidades efetivas em termos de pessoal docente, O setor tem cerca de 600 docentes no conjunto"
  • "A instabilidade e a precariedade laboral não afetam apenas os profissionais envolvidos. O funcionamento das instituições também perde com esta grave situação"
  • "Vamos continuar este protesto e esta luta com muita garra e determinação!"

 

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo