CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
07 out 2007 / 10:56

"Seria muito mais simples, seria SIMPLEX, para este Governo se pudesse governar sem Sindicatos, sem críticas, sem oposição"

"Ainda relativamente aos Sindicatos, o Primeiro-Ministro deu hoje uma lição de arrogância e de postura antidemocrática. O Senhor Presidente da República, no discursivo alusivo ao 5 de Outubro, decidiu, e bem, referir-se à Educação e apelou à necessidade de os professores serem respeitados e acarinhados. Questionado sobre estas palavras, o Primeiro-Ministro não resistiu e afirmou que não podiam confundir-se os professores com os Sindicatos.
"Deve o senhor Primeiro-Ministro passar a medir as palavras que profere! É claro que seria muito mais simples, seria SIMPLEX, para este Governo, se pudesse governar sem Sindicatos, sem críticas, sem oposição - era também esse o pensamento de primeiros ministros que o antecederam, na altura, até, designados por "presidentes do conselho"... mas não tem outro remédio o senhor Primeiro-Ministro!
"É que, se ainda não percebeu, nós hoje vivemos em democracia e, por essa razão, mais depressa aquele senhor deixará de ser governante do que os Sindicatos deixarão de existir. Para seu desgosto, certamente, e também de ministros seus, como Lurdes Rodrigues ou Mariano Gago ,que hoje faltaram a uma cerimónia oficial que tinha, entre os seus temas centrais, a Educação. Fica o registo!" ( Mário Nogueira, Coliseu dos Recreios de Lisboa, 5/10/2007)

Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Acção Sindical
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo