CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
22 mar 2011 / 19:23

CGTP-IN condena agressão à Líbia

A CGTP-IN condena o ataque à Líbia desencadeado pela coligação de países ocidentais, com os EUA, a França e o Reino Unido à cabeça. Os pesados bombardeamentos em curso vão muito para além da decisão do Conselho de Segurança da ONU, que apenas previa a criação de uma zona de exclusão aérea. São já muitas as vítimas civis desta vaga de ataques aéreos e navais.

Utilizando o pretexto de “intervenção humanitária”, estas grandes potências insistem na interferência externa e na agressão, como já haviam feito, com desastrosos resultados no Iraque e no Afeganistão.

 Independentemente do regime que o povo líbio deseje instalar na sua pátria e que só a ele compete livremente decidir, é inaceitável esta agressão militar estrangeira, que apenas ceifará mais vidas inocentes e destruirá importantes infra-estruturas deste país do Norte de África.

A presente acção não deixará também de ter preocupantes repercussões sobre outros povos no Norte de África, bem como no Próximo e Médio Oriente.

A CGTP-IN apela ao fim imediato do ataque da coligação, bem como ao cumprimento de um total cessar-fogo entre as partes beligerantes na Líbia.

A CGTP-IN associa-se à Concentração contra a agressão à Líbia, convocada pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), e apela ao movimento sindical e aos trabalhadores, para que se concentrem, frente à Embaixada dos EUA, em Lisboa (Avenida das Forças Armadas, junto a Sete Rios), dia 23 de Março, quarta-feira, pelas 18H00. 

 CGTP-IN, 21.03.2011


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo