CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
13 set 2017 / 14:50

"Valorizar a Educação e os seus Profissionais; 2017/2018: Tempo de Resolver Problemas!"

FENPROF lança campanha nacional de luta

Mário Nogueira fez, hoje, em Coimbra, o lançamento da Campanha “Valorizar a Educação e os seus Profissionais; 2017/2018: Tempo de Resolver Problemas!” que vai decorrer ao longo de todo o ano letivo.

O Secretário-Geral da FENPROF apresentou as linhas orientadoras sobre as quais esta Campanha de Valorização se irá desenvolver e que focam um conjunto de matérias que necessitam de uma solução urgente: Carreiras e o descongelamento das progressões; Aposentação e o combate ao envelhecimento da Profissão; Emprego e concursos justos e adequados, bem como a melhoria das condições de vinculação; Horários de Trabalho e a necessidade de corrigir a situação e de reverter para a componente letiva todo o trabalho com alunos.


Campanha da FENPROF Concursos e Colocações

Mário Nogueira fez, hoje, em Coimbra, o lançamento da Campanha “Valorizar a Educação e os seus Profissionais; 2017/2018: Tempo de Resolver Problemas!” que vai decorrer ao longo de todo o ano letivo.

O Secretário-Geral da FENPROF renovou, ainda, as críticas ao processo de colocação de professores em 2017/2018, classificando a atuação do Ministério da Educação de “desastrada”. Mário Nogueira sublinhou que este é um problema crónico, que afeta todos os professores, ano após ano, denunciando as falhas existentes no atual regime de concursos, que, aquando da sua recente revisão, não mereceu o acordo da FENPROF.


Falta de Assistentes Operacionais

O Secretário-Geral da FENPROF denuncia a falta de assistentes operacionais nas escolas portuguesas. Mário Nogueira sublinha que, no dia em que têm início as aulas na maioria dos estabelecimentos de ensino, há serviços, e até escolas, encerrados por falta desses profissionais, fundamentais para assegurar o funcionamento pleno das escolas.


Apoios aos alunos com NEE

Mário Nogueira sublinha que, graças à pressão da FENPROF, pela primeira vez, os alunos surdos vão poder contar com o apoio dos intérpretes e com os professores de Língua Gestual Portuguesa nas escolas desde o primeiro dia de aulas.

Ainda assim, o Secretário-Geral da FENPROF afirma que existem ainda muitas lacunas no apoio aos alunos com Necessidades Educativas Especiais neste início de ano letivo.


2017 2018 Tempo de Resolver Problemas

O Secretário-Geral da FENPROF apresentou o conjunto de aspectos sobre os quais esta Campanha de Valorização se irá desenvolver. Não deixando de falar do que esteve em causa na abertura do ano lectivo, Mário Nogueira referiu um conjunto de matérias cujos problemas que geram precisam de resolução: Carreiras e o descongelamento das progressões, Aposentação e o combate ao envelhecimento da Profissão, Emprego e concursos justos e adequados, bem como a melhoria das condições de vinculação; Horários de Trabalho e a necessidade de moralizar a situação e de colocar nas actividades lectivas todo o trabalho com grupos de alunos.


Há solução para os problemas das colocações

Se o Ministério da Educação tivesse, desde logo, aceitado reunir com a FENPROF, o problema estava resolvido. Hoje as escolas abririam sem grandes convulsões e estaríamos todos em condições de começar a atacar os problemas mais gerais do sistema educativo.



 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Nacional
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo