CGTP  |  FRENTE COMUM  |  INTERNACIONAL EDUCAÇÃO  |  FMTC  |  CPLP-SE
 
 SPN  | SPRC  | SPGL  | SPZS  | SPRA  | SPM  | SPE  

FENPROF
28 jan 2009 - 21:53

O que se diz na imprensa: PS modifica texto online sobre "relatório da OCDE"

O PS modificou na sua página na Internet o conteúdo de um texto (*) que dava conta de um "relatório da OCDE" sobre políticas educativas, alterando-o para um artigo onde Sócrates "elogia a resistência" da ministra da Educação.

No primeiro texto, ainda disponível no 'site' dos socialistas, às 11:24 desta quarta-feira, - distribuído esta quarta-feira no Parlamento pelo PSD - o título da notícia era "Relatório da OCDE elogia política de Educação do Governo PS".

Às 16:00, já durante o debate quinzenal no Parlamento com a presença do primeiro-ministro, a página do PS mostrava um novo título, "José Sócrates elogia resistência da ministra da Educação".

Também no corpo do texto se registavam alterações, tendo sido substituída, no segundo parágrafo, a expressão "relatório da OCDE sobre política educativa" por "estudo sobre política educativa".

Durante o debate na Assembleia da República , o PSD acusou o Governo de mentir quanto à autoria de um estudo internacional sobre educação, fazendo-o passar por um documento da OCDE, acusação desmentida imediatamente pelo primeiro-ministro.

"O sr. primeiro-ministro e os assessores do Governo fizeram passar para a imprensa que isto era um relatório da OCDE quando não é. Faltaram à verdade aos portugueses", acusou o líder parlamentar do PSD Paulo Rangel.

Rangel referia-se ao estudo intitulado "Políticas de valorização do primeiro ciclo do ensino básico em Portugal" e que foi apresentado na segunda-feira pelo primeiro-ministro e pela ministra da Educação.

Na resposta, o primeiro-ministro acusou os sociais-democratas de apenas quererem fazer "chicana política".

"Eu nunca disse que o relatório é da OCDE (...) É um estudo de peritos internacionais independentes que segue de perto a abordagem e a metodologia da OCDE", sustentou primeiro-ministro.(**)

Na réplica, Paulo Rangel foi mais longe nas acusações: "Se esse relatório é tão bom, é tão credível e merece tanta confiança porque teve necessidade de mentir, dizendo que pertence à OCDE, quando não pertence?", questionou.

"O Governo encomendou um estudo por sua conta, que tem por base um relatório do Ministério da Educação, em que foram consultadas sete autarquias - seis do PS e a de Gondomar", criticou Paulo Rangel.

O primeiro-ministro reiterou que "o Governo não levou ninguém ao engano" sobre autoria do estudo e atribuiu as críticas ao "desespero do PSD".

"Os senhores não suportam o sucesso do país, os senhores estão contra o sucesso do país (...) Têm apenas ciúmes e inveja", acusou Sócrates.

Contactado pela Lusa, o PS afirmou não querer dizer "mais nada" sobre o assunto, acrescentando que "tudo o que tinha de ser esclarecido já foi esclarecido hoje no Parlamento". / JN, 28/01/2009, 19h58

___________________________________

(*) AVALIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 2008`
Autores: Peter Matthews, Elisabeth Klaver, Judit Lannert, Gearóid Ó Conluain e Alexandre Ventura

(**) Entretanto claramente desmentido pela SIC no jornal da 20h00, com passagens de declarações anteriores do Primeiro Ministro afirmando que se tratava de um documento "da OCDE"...

 

 


 
Imprimir Abrir como PDF

Partilhar:

|

Frentes e Sectores
Skip Navigation Links.

Voltar ao Topo